Tamanho do texto

Primeira parte do trabalho de quarta-feira será sem câmeras. Ataque está mantido, mas atletas deverão ter nova função

Mano Menezes vai fechar à imprensa a primeira hora e 15 minutos do treinamento da tarde desta quarta-feira (6 de julho), na preparação da seleção brasileira para enfrentar o Paraguai no próximo sábado (9 de julho), em Córdoba, pela segunda rodada do Grupo B da Copa América. O treinador já havia feito isso antes do empate contra a Venezuela, 0 a 0, para trabalhar cobranças de falta e escanteio, mas desta vez deve testar alteração no posicionamento dos jogadores - o time que vai entrar em campo será o mesmo da estreia.

Depois do resultado ruim no jogo em La Plata, Mano avaliou que a movimentação dos atacantes, principalmente de Neymar e Robinho, que jogam abertos, não esteve boa. Ele também quer que Ganso jogue mais na diagonal, em direção ao gol, o que deixaria Alexandre Pato menos isolado. Como vai manter o time (treino nesta terça-feira um tático, com a mesma formação), Mano deve usar o treino fechado para trabalhar essas opções e não dar pistas ao técnico paraguaio do que pretende alterar.

O técnico pretende também ter um pouco mais de privacidade, apesar de manter os jornalistas acompanhando o trabalho atrás de um dos gols, bem próximo aos atletas. Algumas cobranças de Mano, como repreender Alexandre Pato por um toque de calcanhar, na semana passada, viraram reportagens e o técnico avaliou que foram supervalorizadas - ele também quer evitar que ocorra leitura labial por câmeras de televisão.

A segunda parte do treino desta quarta será aberto , mas os jornalistas só deverão acompanhar um trabalho tático e depois de finalizações. Os jogadores também têm treinado cobranças de pênaltis, talvez já projetando penalidades a partir das quartas de final, quando não há mais empates.

Mais um auxiliar
Mano Menezes solicitou e o Corinthians, seu ex-clube,liberou o auxiliar técnico Fábio Carille, que viajou à Argentina e vai observar os jogos dos adversários do Brasil para passar detalhes do rival para Mano Menezes. Carille já estará em Salta no sábado (9 de julho), vendo o duelo entre Equador e Venezuela. os equatorianos serão o terceiro adversário do Brasil na Copa América, dia 13 de julho, em Córdoba. 

Mano vai orientar atacantes abertos a se aproximarem de Pato. Ganso também terá que jogar mais perto de centroavante
Ricardo Stucker
Mano vai orientar atacantes abertos a se aproximarem de Pato. Ganso também terá que jogar mais perto de centroavante

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.