Tamanho do texto

A mil dias do Mundial, seleção vê empolgação com nova geração diminuir e incógnita sobre escalação ideal

Paulo Henrique Ganso teve lesões que atrapalharam seu rendimento na seleção
Gazeta Press
Paulo Henrique Ganso teve lesões que atrapalharam seu rendimento na seleção

Em 2014, o zagueiro Lúcio terá 36 anos, o goleiro Julio Cesar 34, quase 35, e o meia Ronaldinho Gaúcho , 34. Três jogadores que depois da Copa do Mundo de 2010 (Ronaldinho sequer esteve presente) pareciam distantes do Mundial no Brasil, mas que a mil dias da abertura do torneio se tornaram a espinha dorsal de uma seleção brasileira que é uma incógnita. Como o time chegará à Copa do Mundo ?

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Chegará bem. Estamos trabalhando com foco na Copa, com obstáculos que temos que ultrapassar, mas com olhos lá na frente. Estamos preparando o time para jogar bem a Copa do Mundo”, disse o técnico Mano Menezes logo depois de o Brasil ser eliminado da Copa América nas quartas de final, para o Paraguai, vencendo só um jogo na competição, que terminou em julho.

A confiança de Mano Menezes não espelha o sentimento de torcedores e especialistas. Vide as críticas que a seleção, com jogadores que atuam no futebol brasileiro, sofreu após empatar sem gol contra a Argentina, quarta-feira, praticando um futebol feio. A presença de jogadores veteranos é, para Mano, segurança de que não fracassará em amistosos e nas Olimpíadas de Londres 2012 (os três jogadores acima de 23 anos devem ser "superveteranos"), para que mantenha o cargo até 2014. Porque a aposta na nova geração não tem dado certo, principalmente no que se refere a resultados.

Paulo Henrique Ganso , o sonhado camisa 10, fez uma Copa América fraca. Alexandre Pato , o 9, não corresponde e perde muitos gols na seleção. Até Neymar , o craque da geração, não consegue jogar tudo o que pode. Lucas, a revelação de 18 anos do São Paulo, é convocado, mas Mano prefere deixá-lo no banco e escalar, por exemplo, Renato Abreu , 33 anos, que certamente não estará na Copa do Mundo de 2014.

“Não coloquei (o Lucas) porque não deu”, disse Mano, com cara de poucos amigos, depois do empate contra a Argentina, já mostrando irritação nas coletivas pós-jogos.

Veja especial do iG sobre a Copa do Mundo de 2014

Os convocados

Paulo Henrique Ganso teve lesões que atrapalharam seu rendimento na seleção
Gazeta Press
Paulo Henrique Ganso teve lesões que atrapalharam seu rendimento na seleção
Mano Menezes assumiu em julho de 2010 e fez a primeira convocação em agosto, para o amistoso contra os EUA (vitória de 2 a 0, talvez a principal da era Mano até agora). Desde então foram 72 atletas diferentes chamados em 11 convocações (uma delas para uma semana de treinamentos em Barcelona).

O time ideal, que contra os EUA tinha Pato, Ganso, Robinho e David Luiz na zaga, hoje começa a ser desenhado com um Ganso menos badalado, além de Ronaldinho, Leandro Damião e Lúcio, este último como capitão, na zaga.

“O Ronaldinho pode tirar a responsabilidade desses jovens”, explicou Mano Menezes. É o que ele pensa também para Lúcio e Julio Cesar. O goleiro, por exemplo, pediu para não ser convocado em 2010, por estar abalado com a eliminação na Copa africana, mas manteve o lugar cativo e em 2011 voltou como titular.

O plano era ter majoritariamente adversários fortes, clássicos, enfrentar os grandes, até 2014. A explicação era a de que, como o Brasil não disputa as eliminatórias (como país sede está automaticamente classificado), era preciso enfrentar os maiores para não se nivelar por baixo . Isso foi feito, mas o problema é que a seleção de Mano não consegue vencer os clássicos . Foram cinco jogos até agora, com três derrotas (Argentina, Alemanha e França) e dois empates (Argentina e Holanda).

Para 2011, estavam previstos jogos contra Espanha e Itália, mas a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) mudou o foco e o Brasil enfrentará Costa Rica, México e Gabão. Ainda haverá mais um jogo contra os argentinos pelo Superclássico das Américas, mas novamente somente com atletas que atuam na América do Sul, o que deixa quase impossível avaliar se houve evolução.

Por enquanto, a CBF banca Mano Menezes até 2014. Mas o planejamento do treinador foi feito até os Jogos de Londres, em julho e agosto de 2012. Depois disso, o quadro está aberto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.