Tamanho do texto

Treinador sabe que Atlético-MG entrará "mordido", mas quer que seu time não pense no jogo passado

O técnico Vágner Mancini já experimentou a rivalidade do clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro e tem grandes recordações. O treinador comandou o time azul na histórica goleada que evitou o rebaixamento no Brasileirão de 2011, mas quer essa partida fique no passado para conquistar nova vitória sobre o maior rival.

Veja também: Salário de Alex Silva no Cruzeiro é metade do pago por Flamengo

Depois da vitória sobre o Boa Esporte em Varginha , o treinador cruzeirense pediu ao seu time que deixe o passado de lado. "Nós temos que entrar e jogar futebol. Não podemos ficar apegados a nada do passado, e o que eu espero é um jogo não tenso, mas disputado, um bom jogo de futebol", declarou o treinador cruzeirense.

O treinador sabe que a goleada de 6 x 1 na última rodada do Brasileirão será usada como motivação na Cidade do Galo. "As duas equipes, no momento, são as melhores em Minas. Óbvio que todo mundo do outro lado vai lembrar daquele 6 a 1”, destacou Mancini. Na ocasião, o Atlético-MG poderia rebaixar o Cruzeiro, mas acabou humilhado na última rodada do Brasileirão.

Perguntado se a partida contra o Atlético-MG seria o desafio mais difícil do ano, o técnico minimizou. "Eu acho que até agora sim (jogo mais importante do ano do Cruzeiro), mas depois entramos em uma semifinal que serão jogos decisivos também. Então nosso jogo mais difícil, mais importante, vai ser sempre o seguinte”, ressaltou o treinador celeste.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente a análise do treinador

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.