Tamanho do texto

CBF se rendeu aos 100 gols do goleiro do São Paulo, atingidos no domingo, na noite desta segunda-feira

Rogério Ceni declarou nesta segunda-feira que jamais havia recebido tantas mensagens como recebeu após o centésimo gol da carreira, anotado na tarde de domingo, contra o Corinthians. E, mesmo depois de 24 horas depois do feito, os cumprimentos não cessam: o mais recente veio de Ricardo Teixeira, presidente da CBF.

"Na seleção , mostrou-se um profissional que cumpriu todas as suas obrigações com um comportamento que era digno de elogios da comissão técnica. Um jogador dedicado aos treinos, um dos primeiros a entrar e sair de campo, e além de tudo um goleiro excelente. Quero cumprimentá-lo em nome de todos da CBF pela marca espetacular que acaba de conseguir pelo seu clube, o São Paulo , de quem é o maior ídolo", disse Teixeira, desafeto do presidente tricolor, Juvenal Juvêncio.

O texto foi publicado na noite desta segunda no site oficial da entidade. Os elogios remetem principalmente às duas Copas do Mundo que o goleiro disputou, em 2002 e 2006. Na segunda delas, chegou a entrar em campo na vaga de Dida, durante um duelo contra o Japão, pela primeira fase.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.