Tamanho do texto

Para o técnico, jogadores rubro-negros devem se manter permanentemente motivados por vestirem a camisa do clube

Poucos dias antes do confronto contra o Cruzeiro, o clima no Flamengo é de apreensão, pois o time vai encarar um adversário que briga pelo título e também necessita de uma vitória. No entanto, o técnico Vanderlei Luxemburgo ressaltou que os jogadores rubro-negros devem se manter permanentemente motivados por vestirem a camisa do clube. Para o comandante, é difícil existir atleta que tenha amor ao clube.

"Isso faz parte, a motivação tem que estar junto, as empresas sempre fazem palestras motivacionais e acho isso importante, pois era um jogo decisivo e isso faz parte do processo", disse o treinador ao site do clube, em referência ao vídeo motivacional que exibiu aos jogadores antes da vitória sobre o Guarani.

"Naquele vídeo mostrei para os jogadores o que o Flamengo representa, mas não precisa ficar lembrando. Antigamente nós tínhamos Zico no Fla e Roberto Dinamite no Vasco, que ficaram um bom tempo em seus clubes. Hoje, o jogador fica dois anos e não está nem aí para esse negócio de beijar escudo", complementou.

Na partida contra o Cruzeiro, Luxemburgo deve mudar o esquema tático do Flamengo. Como o atacante Deivid foi vetado por uma lesão no tornozelo, o treinador rubro-negro escalou Marquinhos no meio entre os titulares ao lado de Diogo, que jogará isolado no ataque. Diego Maurício seguindo entre os reservas.