Tamanho do texto

Time do Canindé abre cinco pontos na liderança da Série B com a vitória fora de casa

Em campo, o Guarani nem parecia ser um time em crise, com salários atrasados e ameaça de greve nessa semana. Mas não teve qualidade para aproveitar suas chances e balançar as redes da Portuguesa , que só precisou marcar com Boquita e disparar na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro ao vencer por 2 a 0 em Araraquara.

Logo aos nove minutos de partida, Boquita chutou da entrada da área para abrir o placar. A partir daí, a dona da primeira colocação tentou controlar o jogo e deu chances ao adversário para marcar, mas os campineiros perderam uma série de oportunidades claras. Se o Guarani errava, a Lusa, nos acréscimos, selou a vitória com um golaço de Junior Timbó.

Confira a classificação atualizada da Série B do Campeonato Brasileiro

Com os três pontos somados na Fonte Luminosa - o Guarani cumpriu suspensão e não pôde atuar no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas -, a equipe do Canindé chega a 49 pontos, cinco à frente do Náutico, e termina a 24ª rodada em primeiro lugar. Já o Guarani só está fora da zona de rebaixamento por ter mais vitórias que o São Caetano.

O jogo

Jorginho entrou em campo com uma formação diferente da que havia anunciado, com Boquita usando a camisa 10 de Marco Antonio, e o jogador que surgiu no Parque São Jorge mostrou logo em seus primeiros movimentos que seria útil. Trocando de posição com Henrique e aproximando-se de Ananias e Edno no ataque, abria espaço na defesa do Guarani.

De tanto se mexer, Boquita foi premiado com o gol aos nove minutos da partida, em lance de sorte. Seu arremate, da entrada da área, desviou em um adversário e a bola entrou, aumentando o desespero dos mandantes no confronto deste sábado.

Boquita comemora gol da Lusa na Fonte Luminosa, contra o Guarani
AE
Boquita comemora gol da Lusa na Fonte Luminosa, contra o Guarani

Os campineiros, entretanto, mostraram rapidamente que tinham ânimo para buscar o empate e João Paulo, dois minutos após o gol de Boquita, só não balançou as redes porque Weverton executou uma excelente defesa. Se não alterou o placar, o lance mudou o panorama da partida.

O Guarani descobriu espaços nos lados da defesa da Portuguesa e passou a pressionar, tornando frequente a presença de um atacante seu dentro da área adversária. Dadá, Felipe e Renato Ribeiro, entretanto, perderam oportunidades claras de igualar o marcador.

Na volta do intervalo, o Guarani manteve seu ímpeto, tentando impor uma pressão. Mas a inteligência da Lusa prevalecia ao apostar nos contra-ataques. Enquanto o clube de Campinas não conseguia transformar sua superioridade em bolas nas redes, a Lusa precisou de uma sequência de dribles de Junior Timbó para selar a vitória em golaço aos 46 minutos do segundo tempo.

FICHA TÉCNICA
GUARANI 0 X 2 PORTUGUESA

Local: Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Data: 17 de setembro de 2011, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Claudinei Forati Silva (SP)
Assistentes: Carlos Nogueira Junior e Alex Alexandrino (ambos de SP)
Cartões amarelos: Gabriel, Renato Ribeiro e Mika (Guarani); Ferdinando e Ananias (Portuguesa)

Gols:
PORTUGUESA: Boquita, aos nove minutos do primeiro tempo; Junior Timbó, aos 46 minutos do segundo tempo

GUARANI: Emerson; Aislan, Ailson e Gabriel (Rodrigo Paulista); Chiquinho, Mika, Dadá, Renato Ribeiro e João Paulo; Felipe (Dairo) e Denílson (Marcelo)
Técnico: Giba

PORTUGUESA: Weverton; Luis Ricardo, Rogério, Mateus e Marcelo Cordeiro; Ferdinando, Guilherme, Boquita (Ivo) e Henrique (Leandro Silva); Ananias (Junior Timbó) e Edno
Técnico: Jorginho

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.