Tamanho do texto

Heffner afirma que time de Campinas já poderia ter se classificado na Copa do Brasil, enquanto Dadá exaltou o adversário

Após terminar o primeiro tempo vencendo por 4 a 1, resultado que eliminaria o jogo de volta, o Guarani deixou o União Rondonópolis-MT empatar, e vai decidir a classificação à segunda fase da Copa do Brasil na próxima quarta-feira, em Campinas. O motivo para o "apagão" da equipe causa divergências dentro do elenco.

Para o lateral direito Rodrigo Heffner , faltou tocar mais a bola. "A gente precisava fazer isso e o time não fez. Uma pena, pois poderíamos matar aqui", lamentou o defensor.

Já o volante Dadá , autor do terceiro gol do Guarani, preferiu dar méritos ao adversário. "O União forçou o jogo no segundo tempo. Era tudo ou nada para eles, e nós não conseguimos segurar. Eles foram melhores, não tem o que reclamar", explicou.

O técnico Argel Fucks foi mais ponderado, e encontrou um meio termo entre seus jogadores. "Se for levado em consideração a circunstância, não foi um bom resultado, mas, se antes do jogo, me perguntassem se queria empatar com o União por 4 a 4 aqui, eu responderia que adoraria", afirmou.

O vencedor do duelo pega o vencedor de Horizonte-CE e ASA. Os cearenses venceram o primeiro jogo por 3 a 1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.