Kleber falta ao treino, e agente alega "problema de comunicação"

Atleta não comparece à Academia e para fazer o reforço muscular que estava programado

Danilo Lavieri, iG São Paulo | 14/07/2011 10:25 - Atualizada às 12:45

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

O atacante Kleber não treinou no Palmeiras na manhã desta quinta-feira. Inicialmente, a assessoria de imprensa informou que o atleta cumpria normalmente a programação de reforço muscular. Uma hora depois, porém, retificou a informação e avisou que o atacante não tinha aparecido. O empresário do jogador, Giuseppe Dioguardi, foi procurado, mas também não foi encontrado. Mais tarde, via Twitter, disse que o atleta iria normalmente ao treino da tarde e que faltou por um "problema de comunicação".

A assessoria de imprensa do clube afirmou que ele era esperado para fazer o reforço muscular, mas que não apareceu por não saber que haveria treino neste horário. O atacante ainda é esperado para os trabalhos da tarde, marcados para as 15h.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

Na quarta-feira à tarde, Kleber correu nos gramados da Academia, apesar de ele mesmo dizer que tinha uma lesão de grau dois na coxa esquerda. Na terça, ele já havia feito apenas reforço muscular. Antes, na sexta-feira e no sábado, o camisa 30 treinou normalmente com o restante do elenco, fez finalizações e participou do coletivo, mas acabou não se concentrado para o jogo contra o Santos por alegar que ainda estava com dores.

Foto: Gazeta Press Ampliar

Kleber fez trabalho físico na quarta-feira

No Twitter, o atacante afirmou que voltará a jogar assim que tiver condições e que não sentir mais dores. Ele ainda reclamou de jornalistas que dizem que ele pede aumento de salário e por isso não estaria entrando em campo.

Coloque seu time em 1º no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

No início da semana, o Flamengo desistiu oficialmente de contratar Kleber. Um dia antes, o atacante já havia detonado o vice-presidente de futebol do clube paulista, Roberto Frizzo, dizendo que lhe faltava caráter e palavra. O dirigente, por sua vez, disse que o atacante pediu para sair.

No clube, conselheiros pressionam a diretoria para que o camisa 30 não tenha nenhum tipo de aumento. Ele segue com apenas seis jogos com a camisa do Palmeiras e ainda pode se transferir para um clube brasileiro.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo