Tamanho do texto

Gesto supostamente feito para um defensor do Cesena no jogo entre os times motiva possíveis ligações do chileno com a corrupção

O temor dos grandes clubes da Série A Italiana se concretizou neste fim de semana, com as denúncias de que o meia Arturo Vidal , da Juventus , teria participado do esquema de manipulação de resultados que assola o futebol do país. O jogador teria feito um gesto de concordância para um defensor do Cesena, que cometeu uma penalidade na vitória do time de Turim por 2 a 0, no dia 4 de dezembro, motivando as possíveis ligações do atleta com a corrupção.

Leia também: Napoli empata em casa e fica longe dos líderes na Itália

Por meio de uma nota oficial, a Juventus defendeu o atleta de qualquer acusação e afirmou que dará todo suporte jurídico ao seu jogador. Segundo o clube, a intenção dos delatores é desestabilizar e desmoralizar o time, que ocupa a liderança do Campeonato Italiano, com 38 pontos ganhos .

"A circulação de imagens recentes sobre o pênalti marcado por Arturo Vidal na partida entre Juventus e Cesena, o qual segundo algumas pessoas revela um gesto de concordância entre o defensor que cometeu o pênalti e o meio-campista bianconero, é uma tentativa desajeitada de difamação. A Juventus irá agir para proteger a imagem do clube e de Arturo Vidal", relata o comunicado divulgado pela Velha Senhora.

Leia mais sobre o futebol italiano no blog Tripletta

Na ocasião, Giaccherini dividiu com o goleiro Francesco Antonioli e caiu na área, concretizando a penalidade. O arqueiro foi expulso pelo árbitro da partida e obrigou um jogador de linha a assumir a meta do Cesena, já que todas as substituições foram realizadas anteriormente. Na cobrança, Vidal converteu o lance e colocou números finais ao jogo, sacramentando a vitória da Juve.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.