Tamanho do texto

Objeto de polêmica desde 1987 deve ser entregue à Caixa Econômica Federal. Flamengo comemora a decisão

Juvenal Juvêncio observa a Taça das Bolinhas
Gazeta Press
Juvenal Juvêncio observa a Taça das Bolinhas
Uma das novelas mais longas da história do futebol brasileiro, a Taça das Bolinhas voltou à tona. Desta vez, a Justiça do Rio cassou a manutenção de posse do São Paulo sobre o troféu e o clube terá de devolvê-lo aos cofres da Caixa Econômica Federal. O Flamengo comemorou o fato, mas ainda não se manifestou sobre a decisão.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

O problema segue por causa da indefinição sobre o Campeonato Brasileiro de 1987 . O Flamengo já foi reconhecido pela CBF campeão daquele ano ao lado do Sport , que tem uma decisão da Justiça de Pernambuco impedindo a entidade máxima do futebol brasileiro de tomar tal atitude .

Entre para a Torcida Virtual do seu time

O caso foi parar na Fifa , que reconheceu a CBF como responsável pela decisão, já que não reconhece as decisões da Justiça comum. Dirigentes dos dois clubes foram à sede da entidade, mas apenas os representantes do Flamengo foram recebidos.

O Flamengo clama pelo direito de ficar com a Taça das Bolinhas, pois ela foi criada para ser entregue ao primeiro clube que conquistasse cinco vezes alternadas ou três consecutivas o título brasileiro, a partir de 1971. Com o reconhecimento da CBF, ele assumiria o lugar do São Paulo como primeiro pentacampeão.

Em fevereiro deste ano, a Caixa entregou ao São Paulo a Taça de Bolinhas, por ter conquistado seu quinto título alternado em 2007. No mesmo mês, a CBF reconheceu o Flamengo como legítimo campeão brasileiro de 1987, ao lado do Sport.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.