Tamanho do texto

Goleiro do Corinthians minimiza chance de ser ele o escolhido para sofrer o gol histórico do são-paulino

O clássico entre São Paulo e Corinthians , domingo, em Barueri, ganhou um ingrediente extra depois que Rogério Ceni marcou o seu 99º gol pelo time do Morumbi na derrota por 3 a 2 para o Paulista , na quarta-feira. A possibilidade de o gol de número 100 de Ceni acontecer no clássico, porém, não mexe com o sono do goleiro Júlio César, titular corintiano.

Julio César minimiza possibilidade de sofrer 100º gol de Rogério Ceni
AE
Julio César minimiza possibilidade de sofrer 100º gol de Rogério Ceni

"Tenho que esquecer o 100º gol do Rogério. Seria muita vaidade minha ficar preocupado em não tomar o gol 100 dele antes de pensar em ajudar o meu time. Torço para que esse gol saia, mas só daqui um mês. Um dia vai alcançar e vai ser importante, mas que não seja no domingo", disse o goleiro corintiano após a vitória por 3 a 0 do Corinthians sobre o Oeste na quarta-feira.

Júlio César não quer ser lembrado como é Andrada, goleiro argentino do Vasco que sofreu o milésimo gol de Pelé em 1969. "A minha motivação para o clássico é jogar um São Paulo e Corinthians por si só. Isso já é motivante o bastante e não preciso de nada extra para querer entrar em campo e fazer meu melhor para ajudar o Corinthians", disse Júlio César.

"Vou trabalhar para não sofrer o gol do Rogério e me esforçar para que isso não aconteça, mas não posso pensar somente nisso. Tenho que me concentrar para o jogo inteiro", completou o goleiro, que sofreu apenas oito gols em 15 jogos do Paulistão. O Corinthians tem a segunda melhor defesa do campeonato atrás apenas do Palmeiras, que sofreu seis gols.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.