Tamanho do texto

Treinador comanda o clube há duas semanas, desde a saída de Antônio Carlos Zago, e acumula triunfos

Desde a demissão de Antônio Carlos Zago, há duas semanas, a diretoria do Vila Nova tem negociado a contratação de um novo treinador. Enquanto não há um acerto definitivo, o interino Edmar Vasconcelos acumula bons resultados e recebe elogios do elenco.

O volante Juninho lembra que trabalhou com Edmar em 2005, no Grêmio Inhumense (atual Grêmio Anápolis). Na época, os interesses de empresários importavam mais que os resultados dentro de campo.

"Ele saiu da equipe porque disseram que nós estávamos ganhando, mas não estávamos criando nada. A gente sabia que tinha alguma coisa errada.", disse o volante, elogiando a postura profissional do treinador.

O experiente atacante Roni também é favorável ao trabalho do interino e torce para que continue dando certo. "O professor Edmar é uma pessoa muito simples, tem experiência de ter trabalhado já em vários clubes com o Hélio dos Anjos e está nos ajudando muito", disse Roni, em entrevista à Rádio 730 (de Goiânia).

Já classificado para as semifinais do Campeonato Goiano, o Vila Nova ocupa a vice-liderança, com 33 pontos, mesmo número que o terceiro colocado Goiás , mas está na frente por ter marcado um gol a mais (34 a 33).

No próximo domingo, o Vila encara o Goianésia, pela última rodada da fase de classificação. A equipe busca manter o segundo lugar na tabela, para poder jogar por dois empates na próxima etapa do campeonato.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.