Tamanho do texto

Zagueiro foi o primeiro equatoriano a defender o clube mineiro. Seu ciclo se encerrou com 44 jogos e um gol

Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Jairo Campos marcou apenas um gol pelo Atlético-MG, foi num clássico contra o Cruzeiro
O ciclo de jogadores equatorianos no Atlético-MG chegou ao fim nessa quinta-feira, com a rescisão de contrato do zagueiro Jairo Campos . O defensor de 27 anos foi o primeiro jogador do Equador a vestir a camisa alvinegra. Isso ocorreu na vitória por 3 a 1 sobre o Araxá, num amistoso, em janeiro de 2010. Assim que se desligou do Atlético-MG, Campos assinou com o Barcelona local, clube pelo qual jogou durante sua formação.

Veja também: Atlético-MG tenta recuperar parte do valor investido em reforços

Jairo Campos chegou ao Atlético-MG indicado por Vanderlei Luxemburgo , depois de ter conquistado dois títulos internacionais com a LDU, a Copa Libertadores de 2008 e a Sul-Americana do ano seguinte. Se durante o Mineiro o jogador manteve a titularidade e o prestígio junto aos torcedores, tudo mundo na disputa do Brasileirão.

Leia também: Sem acerto financeiro com Bahia, Atlético-MG não consegue Ávine

Tanto que Campos perdeu a titularidade com a chegada de Réver e se tornou uma das opções de banco. Fora dos planos de Dorival Júnior em 2011, o zagueiro foi emprestado ao Deportivo Quito, mas renovou seu vínculo com o Atlético-MG por mais uma temporada. Mais uma vez fora dos planos, agora de Cuca , o equatoriano encerrou sua passagem por Minas Gerais num acordo amigável. Ao todo foram 44 partidas pelo Atlético-MG e um gol marcado.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

Além de Jairo Campos, outro jogador deixou o Atlético-MG nessa quinta-feira. O volante Rafael Jataí também chegou a um acordo e não vai jogar mais pelo clube alvinegro. Lançado no profissional por Celso Roth , em 2009, o volante jamais se firmou. Tanto que foram somente 13 jogos na equipe principal. Sem espaço em 2011, ele foi emprestado ao Bahia e depois ao Ipatinga .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.