Tamanho do texto

Depois de alcançar o empate por duas vezes, o time de Jundiaí viu os donos da casa vencer já nos acréscimos

Um pênalti aos 50 minutos do segundo tempo impediu que o Paulista somasse o seu primeiro ponto após cinco rodadas colecionando derrotas. Depois de alcançar o empate por duas vezes, o time de Jundiaí viu o Ituano marcar já nos acréscimos e vencer a partida em Itu por 3 a 2.

Veja como está a classificação do Campeonato Paulista

Com o resultado, os anfitriões foram a 11 pontos e se afastaram da zona de rebaixamento. O Paulista, por sua vez, segue com 13, fora do grupo que classifica os oito primeiros para a segunda fase da competição. Na próxima rodada, a equipe de Roberto Cavalo enfrenta o Linense, de novo em casa, ao passo que o time de Sérgio Baresi duela com o Guaratinguetá.

Quando a fase não é boa, pouca coisa já é capaz de causar grandes estragos. Dono da saída de bola, o Paulista ainda procurava se organizar em campo, quando Madson errou passe e viu o adversário sair jogando. O lance desconcentrou a equipe, que acabou acusando o golpe aos três minutos. Thiago Bezerra aproveitou passe de Kleiton Domingues e chutou de canhota para abrir o placar.

O nervosismo dos visitantes ficou ainda mais evidente quando Diogo tentou cortar cruzamento de Jancarlos e quase fez gol contra. Aproveitando-se do momento de instabilidade do rival, o Ituano ainda criou outras duas boas chances com Chapinha e Kleiton Domingues.

Mesmo desorganizado, o Paulista conseguiu chegar ao empate. Aos 32 minutos, o goleiro Roberto espalmou chute de Renan Marques e viu Richely aproveitar a sobra e mandar para o fundo da rede. O alívio do time de Jundiaí, no entanto, durou pouco. Antes do intervalo, Kleiton Domingues tabelou com Thiago Bezerra e chutou no ângulo para deixar o Ituano novamente à frente no placar.

O Paulista voltou para a etapa final diferente. Em campo, Welton e Dener entraram no lugar de Renan Marques e Diogo, respectivamente. E o futebol apresentado também melhorou. Logo aos dois minutos, a equipe chegou novamente ao empate com Diogo Ivo, que aproveitou cobrança de escanteio de Richely.

O medo de somar a sexta derrota consecutiva tirou a vontade de ganhar do Paulista, que passou a controlar o jogo e se atentar à marcação, abdicando de ir ao ataque em busca do terceiro gol. O Ituano, por sua vez, foi premiado com um pênalti que Anderson Sales converteu aos 50 minutos e garantiu a segunda vitória seguida ao time.

FICHA TÉCNICA
ITUANO 3 X 2 PAULISTA

Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Data: 29 de fevereiro de 2012, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Alessandro Darcie
Assistentes: Caio Mesquita de Almeida e Humberto Lellis Talarico Leite
Cartões amarelos: Alan Mota e Thiago Bezerra (Ituano); Diego Ivo, Eduardo Praes e Welton (Paulista)

Gols:
ITUANO: Thiago Bezerra aos três minutos, Kleiton Domingos aos 40 minutos do primeiro tempo, e Anderson Salles aos 50 minutos da etapa final
PAULISTA: Richely aos 32 minutos do primeiro tempo e Diego Ivo aos dois minutos da etapa final

ITUANO: Roberto; Vitor Hugo, Thiago Gomes, Anderson Salles e Jancarlos; Bruno Martins (Jefferson Luis), Alan Mota, Davi Ceará (Alemão) e Kleyton Domingues; Thiago Bezerra e Chapinha (Adailton)
Técnico: Roberto Fonseca

PAULISTA: Vagner; Eduardo Praes, Diogo (Dener), Diego Ivo e Samuel Xavier; Madson, Bruno Octávio, Diego Barboza e Anderson Correia (Victor Hugo); Rychely e Renal Marques (Welton)
Técnico: Sergio Baresi

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.