Tamanho do texto

Meia tem superado Willian e Danilo na disputa por um lugar na escalação de Tite

Contratação mais cara do Corinthians no ano passado (deixou o Spartak Moscou por cerca de € 6 milhões - quase R$ 14 milhões), o meia Alex iniciou 2012 com outro status no elenco comandado pelo técnico Tite. O jogador não deixou o time titular em nenhum dos treinamentos da pré-temporada, apesar de ainda não se sentir intocável.

Alex se esforça nos treinos para virar titular
Bruno Winckler
Alex se esforça nos treinos para virar titular
Leia também: Com dores no pé, Liedson é substituído por Adriano, mas não preocupa

"Não sou absoluto, até porque ainda não começamos a jogar. Devemos esperar os campeonatos iniciarem. Os jogos dirão quais são os titulares", discursou Alex, vislumbrando o mesmo comportamento de seus concorrentes. "Precisamos ter tranquilidade. Independentemente de quem estiver em campo, o mais importante é o time. Vamos deixar a vaidade de lado."

E mais: Welder quebra o nariz e é desfalque corintiano contra o Flamengo

Alex tem motivo para ser cauteloso. Em 2011, o meia superou lesões e foi humilde para aceitar a reserva em algumas rodadas da reta final do Campeonato Brasileiro. Recuperado e já adaptado ao elenco, ele espera atuar com mais frequência nesta temporada.

Confira ainda: Tite se diz tranquilo se não vier a contar com Montillo no Corinthians

"Já me sinto melhor só de começar o ano conhecendo todo mundo, estando habituado ao ritmo de trabalho e apenas com um resquício da inflamação que tive. Essa parte física é fundamental. Lógico que também quero melhorar a técnica, como o aproveitamento nas cobranças de falta", projetou.Por enquanto, Alex ainda não sabe quem terá ao seu lado na armação de jogadas do Corinthians. Tite tem revezado o atacante Willian e o meia Danilo entre os titulares nos primeiros treinamentos realizados em 2012. A contratação do argentino Montillo, do Cruzeiro, ainda é um sonho da diretoria para reforçar o setor.

Para Alex, mesmo respeitosos, os postulantes a um lugar no time titular necessitam estar motivados. "Todos devemos ter essa ambição de jogar. Até o auxiliar do Tite precisa querer virar treinador um dia. Se você fica contente na reserva, com certeza trabalha em um nível abaixo da média e não estará no Corinthians no futuro", concluiu, sem deixar de pensar coletivamente. "Tomara que seja um ano muito bom não só para mim, mas para todos nós."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.