Advogado da família de Maradona revela furto de relógios
Reprodução
Advogado da família de Maradona revela furto de relógios

A família do ex-jogador Diego Armando Maradona (veja fotos na galeria abaixo) denunciou o roubo de uma série de relógios de luxo que pertenciam a lenda do futebol. Eles teriam sido furtados de um contêiner que chegou a Buenos Aires vindo de Dubai após a morte do craque argentino, ocorrida em 25 de novembro de 2020.


Quem informou sobre o crime foi Mario Baudry, advogado de Diego Fernando Maradona, filho mais novo do ex-técnico e jogador da Argentina.

"As caixas com os certificados originais da Rolex estavam vazias. O Sr. Garmendia foi ao depósito uma hora depois da morte de Diego para tirar as coisas, mas os seguranças não o deixaram entrar porque ele tinha visto na televisão que Diego havia morrido e chamaram a polícia", denunciou Baudry em declarações recentes à imprensa argentina.

O advogado apontou contra seu colega Matías Morla, o último procurador de Maradona e uma de suas pessoas de maior confiança no final de sua vida.

Maradona nutria uma paixão por relógios de luxo. Suas duas marcas favoritas eram Rolex e Hublot.

Meses antes de sua morte, Maradona construiu dois cofres para guardar seus objetos de valor mais preciosos. Relógios, anéis e correntes foram depositados nessas caixas e entregues à Justiça Argentina após sua morte. 

Eles fazem parte do processo de sucessão patrimonial que envolve os cinco filhos do ex-jogador de futebol. Maradona costumava dar aqueles relógios que ele tanto amava.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários