Cristiano Ronaldo
Reprodução
Cristiano Ronaldo

A mãe do jovem torcedor, que teve o celular atirado no chão por Cristiano Ronaldo, após o jogo do Manchester United com o Everton , voltou a falar sobre o caso e deixou claro que não perdoou o jogador. 

"As desculpas, ou a falta delas, foi o que mais me irritou", contou ao "The Telegraph" a mãe do jovem de 14 anos, que sofre de autismo. "Pensei 'que rude, está dizendo a todos que pediu desculpas e não o fez'. Ok, escreveu uma mensagem nas redes sociais, mas ele devia era ter pedido desculpas ao meu filho", afirmou Sarah Kelly.

Ela ainda continuou: "Ele teve algumas horas para pensar no assunto. Devia ter tentado pegar o nosso contato e agido discretamente. Primeiro falado conosco e então divulgava algo. Eu teria ficado feliz. Fiquei chocada pelo Manchester United não ter divulgado um comunicado, algo mais sincero, ao invés de o Ronaldo dizer que o torcedor podia ir até ele", acrescentou.

Sarah ainda reiterou que o filho não quer ir a Old Trafford assistir a um jogo do United, conforme sugeriu Ronaldo no pedido de desculpas. "Por que razão nós, como torcedores do Everton, iríamos ao United? Ele escreveu 'este torcedor'. Não diz se é torcedor do Everton ou do Manchester United. Trata-se de um pedido de desculpas muito, muito fraco, na minha opinião", concluiu.

Vale lembrar que o jogador  passou a ser investigado pela polícia após o caso e também deixou de ser embaixador de uma instituição de caridade

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários