Fabrizio Miccoli
Arquivo
Fabrizio Miccoli

O atacante italiano Fabrizio Miccoli, com passagens por clubes como Benfica, Juventus, Fiorentina e Palermo, terá de cumprir uma pena de três anos e meio de prisão.

Ele, que por seu talento e tamanho ganhou alcunha de “Romário do Salento”, teve o recurso negado pelo Supremo Tribunal Federal de Itália e foi condenado por extorsão.

Miccoli pediu ajuda à elementos da máfia italiana para tentar recuperar um crédito de 12 mil euros junto ao proprietário de uma boate, tendo recorrido à violência e ameaças. Escutas telefônicas que estavam nas mãos da polícia provaram a tentativa. Além disso,  durante o processo o ex-jogador proferiu alguns insultos ao juiz Giovanni Falcone, assassinado também pela máfia italiana em 1992.

Agora que o recurso lhe foi negado, o ex-jogador terá de decidir, em conjunto com os seus advogados, o local onde irá cumprir a sentença.

A imprensa italiana indica que Miccoli ainda tentará pedir junto ao Supremo Tribunal Federal de Itália para que a aplicação da penas se dê com medidas alternativas à detenção, algo que muito provavelmente não será concedido.

Fabrizio Miccoli terminou a carreira em 2016, quando jogava pelo Birkirkara, de Malta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários