Leo Coelho%2C zagueiro brasileiro do Fénix%2C do Uruguai arrow-options
Divulgação
Leo Coelho, zagueiro brasileiro do Fénix, do Uruguai

O futebol brasileiro não anda muito bem das pernas na Copa Sul-Americana . Clubes tradicionais já caíram logo na primeira fase da competição, como Atlético-MG e Fluminense, enquanto Fortaleza e Goiás ainda tentam reverter placares adversos do jogo de ida.

De todos os times no torneio, o Vasco já se classificou e o Bahia, depois de vencer bem em casa, está perto de avançar.

Diante do fracasso de alguns clubes daqui, tem brasileiro brilhando na Sul-Americana, mas defendendo as cores do Fénix, do Uruguai: o zagueiro Leo Coelho , capitão da equipe.

Na quinta-feira, o time uruguaio empatou com o El Nacional, por 2 a 2, jogando fora de casa, em Quito. O empate garantiu o Fénix na próxima fase, após ter vencido a partida de ida por 1 a 0.

Como o El Nacional precisava vencer para reverter o resultado do primeiro jogo, o time controlou a bola e as ações na maior parte do tempo. No entanto, com um Fénix bem postado na defesa, os donos da casa não conseguiram transformar a pressão inicial em gol, e quem abriu o placar foi a equipe uruguaia após rápido contra-ataque finalizado por Maureen Franco, aos 21 minutos. 

Na segunda etapa, a partida foi ainda mais agitada com expulsão e gols. Aos 14 min, Holger Matamoros igualou o marcador em linda cobrança de falta. Dez minutos depois, aos 24, o El Nacional teve o zagueiro Jean Pena expulso pelo segundo cartão amarelo. Sendo bastante pressionado, o Fénix segurava a bola no ataque com inteligência em busca de faltas perto da área adversária.

Em uma delas, Canobbio pegou o rebote da cobrança e achou Nicolás Machado para fazer o segundo gol dos visitantes, aos 34 minutos, e praticamente selar a classificação. Ainda teve tempo para Felipe Mejia igualar o marcador nos acréscimos antes do apito final.

Capitão e único brasileiro no elenco do Fénix, o zagueiro Leo Coelho comemorou o feito. "Chegamos um pouco desacreditados pela imprensa, mas mostramos que o trabalho sério traz resultado. Um passo adiante em uma competição internacional é algo que traz confiança para iniciar a temporada. Vamos para um grande ano", confidencia o brasileiro.

O adversário do Fénix na segunda-fase da Sul-Americana será conhecido por sorteio, que está previsto para ser realizado em maio, entre os 22 times classificados da primeira fase e mais 10 equipes vindas da Libertadores.

    Veja Também

      Mostrar mais