Messi em ação pelo Barcelona contra o Athletic Bilbao
Twitter / AS.com
Messi em ação pelo Barcelona contra o Athletic Bilbao

Jogando em casa, no Santiago Bernabéu,  o Real Madrid levou de 4 a 3 da Real Sociedad e se despediu da Copa do Rei nas quartas de final. Um pouco mais tarde, foi a vez do Barcelona fracassar e também dar adeus à competição: derrota por 1 a 0 diante do Athletic Bilbao.

Leia também: Em jogo eletrizante, Real Madrid leva 4 gols em casa e está fora da Copa do Rei

Os rivais se juntam ao Atlético de Madrid , que havia sido eliminado pela modesta equipe da Cultural Leonesa na terceira fase, uma etapa antes das oitavas de final. Com isso, as semifinais do torneio não terão os três maiores times do futebol espanhol.

Os clubes que ainda lutam pelo título da Copa do Rei são Mirandes (2ª divisão), Granada, Real Sociedad e Athletic Bilbao. O sorteio dos confrontos acontece nesta sexta-feira.

As partidas das semifinais do torneio serão disputadas em ida e volta nos dias 11 e 12 de fevereiro e 3 e 4 de março. É a primeira vez, desde a temporada 2009/10, que os gigantes Barça e Real não chegam à semifinal.

O jogo do Barcelona

Em jogo emocionante e surpreendente, o Athletic Bilbao venceu o Barcelona por 1 a 0, marcando o gol da vitória aos 47 minutos do segundo tempo, e eliminou o gigante da Catalunha da Copa do Rei. Iñaki Wiliams marcou o gol da vitória histórica do Bilbao.

Gol anulado

Barcelona caiu diante do Athletic Bilbao
Twitter/Reprodução
Barcelona caiu diante do Athletic Bilbao

O Barcelona começou a partida pressionando a saída de bola do Athletic Bilbao, não deixando espaços para o adversário jogar. Com a bola, a time catalão era liderado por Lionel Messi. O argentino se movimentava por todo meio-campo e ditava o ritmo da partida, mas foi o Bilbao que assustou primeiro. Logo aos dez minutos, Iñaki Willians desviou de cabeça a cobrança de escanteio e mandou para o fundo gol. A arbitragem anulou o lance por impedimento. O Barça respondeu logo em seguida.

Maestro sobrecarregado

Messi estava querendo jogo. O camisa 10 ditava o ritmo da partida e organizava todo o meio-campo do Barcelona. Apesar da inspiração do melhor jogador do mundo, Barça não conseguia jogar bem coletivamente e dependia de jogadas individuais do craque argentino. No fim do primeiro tempo, Messi passou por três marcadores e sofreu uma falta na entrada da área. O meia desperdiçou a boa oportunidade e acertou a barreira.

Mudanças não resolvem

As equipes voltaram se estudando mais e a intensidade da partida diminuiu. Stién mudou a equipe e lançou Griezmann e Arthur no jogo. O brasileiro entrou bem e dividiu com Messi a responsabilidade de armar as jogadas. O atacante francês não precisou de muito minutos para ter uma oportunidade. Arthur deu um lindo lançamento para Sergi Roberto e o lateral encontrou Griezmann sozinho na área. O atacante chutou fraco, no meio do gol, e perdeu uma ótima oportunidade. Aos 42, Arthur apareceu bem novamente e deu um lindo passe para Messi. O argentino chutou cruzado, mas o goleiro Simón fez grande defesa.

Quem não faz ...

Quando a partida parecia se encaminhar para a prorrogação, a magia do futebol aconteceu. Aos 47 minutos do segundo tempo, Iba Gómez cruzou na área e Iñaki Williams raspou de cabeça para fazer o estádio San Mamés explodir.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários