Lance

Jogadores do Guaraní celebram o gol da vitória contra o Corinthians arrow-options
Reprodução / Twitter Conmebol
Jogadores do Guaraní celebram o gol da vitória contra o Corinthians

Algoz na Copa Libertadores de 2015, o Guraní-PAR pode complicar, de novo, a vida do Corinthians na competição. Isto porque, com a derrota por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, com gol de Morel, o Timão fica obrigado a vencer no jogo do volta por dois gols de diferença para avançar para a terceira fase da competição. Em caso de triunfo do Corinthians, que teve atuação ruim no Paraguai, pelo mesmo placar da ida, a decisão vai para os pênaltis.

A segunda partida contra o Guaraní acontece na próxima quarta-feira, às 21h30, na Arena, em Itaquera. Antes disso, no domingo, às 16h, o Timão encara a Inter de Limeira, também em seu estádio.

Pressão paraguaia

Mesmo sem muita torcida no estádio Nueva Olla, o Guraní aproveitou os minutos iniciais de jogo para empurrar o Corinthians para o seu campo de defesa. E logo conseguiu resultado com isso. Com sete minutos, eram três finalizações do time paraguaio. Na primeira, Cássio defendeu. A segunda, de Redes, foi na trave. Depois, não teve salvação. Iván Ramírez cruzou uma bola na área, a linha de impedimento do Corinthians não funcionou, Morel apareceu livre na área e finalizou para gol, fazendo 1 a 0 para o Guaraní.

O lance do gol iniciou em uma falta não marcada em Boselli, o que gerou muita reclamação dos jogadores do Timão.

Faltou criatividade

Com muitos erros de passe e com Luan em uma noite ruim, o Corinthians demorou para conseguir criar chances de gol. Mas poderia ter conseguido o empate no fim do primeiro tempo, não fosse a trave em uma finalização de Boselli e o goleiro Servio em chute de Everaldo.

Melhorou, mas nem tanto

Com a entrada de Vital e Piton, o time do Corinthians melhorou durante o segundo tempo. Conseguiu tocar mais a bola, chegar mais na área do Guaraní, mas só foi levar perigo de verdade ao goleiro adversário com Cantillo, num chute em cima de Servio, e no final, com Madson, em nova boa defesa do camisa 23 do Guaraní. Para conseguir a classificação, o time de Tiago Nunes vai precisar jogar e finalizar melhor do que fez em Assunção.

    Veja Também

      Mostrar mais