Tamanho do texto

Um drone apareceu no treino da seleção peruana no Pacaembu e o jornal Líbero afirmou que foi o técnico Tite que enviou o equipamento

tite na seleção brasileira
Pedro Martins / MoWA Press - 8.6.19
Tite é acusado de espionagem por jornal peruano

O duelo entre Peru x Brasil, na última rodada da fase de grupos da Copa América, ganhou um capítulo inusitado nesta sexta-feira (21). O jornal Líbero , do país vizinho, publicou uma matéria em que acusa o treinador da seleção brasileira, Tite, de ter enviado um drone para espionar o treino da equipe de Gareca.

Leia também:  De ídolo nacional a alvo de vaias, Tite completa três anos na seleção brasileira 

A acusação apareceu na capa do jornal. Com o título “ TITE ngo chequeado” (em tradução livre, ‘eu verifiquei’) a reportagem afirma que a delegação do Brasil mandou um drone para espionar o treinamento do Peru. “Porém, não puderam ver nada porque Gareca se ligou e não fez um trabalho tático”, escreveu a publicação.

E de onde eles tiraram isso?

O treino de quinta-feira (20) que a seleção do Peru realizou no estádio do Pacaembu, realmente foi invadido por um drone. O diretor esportivo da seleção, Juan Carlos Oblitas, conversou com a rádio peruana, Capital, e comentou sobre o episódio.

“Houve um drone no treino. Pode ter sido de alguém da imprensa ou de um torcedor. Não acredito que Tite tenha essas bobagens”, disse Oblitas.

A imprensa poderia ter mandado um equipamento pois o técnico Gareca liberou apenas a primeira parte da atividade para os jornalistas. De acordo com o site da Federação Peruana de Futebol, o treino teve sim parte tática (contrariando o jornal  Líbero ), além de trabalho físico.

Leia também:  Mesmo com estádios vazios, Conmebol vê grande público na Copa América

A partida contra o Peru será decisiva para o Brasil. A equipe de Tite está em primeiro no Grupo A empatada em pontos com os peruanos, mas em vantagem no saldo de gols (3 a 2). Quem sair derrotado do jogo na Arena Corinthians pode ser ultrapassado pela Venezuela na classificação, se esta vencer a seleção da Bolívia, no Mineirão.