Tamanho do texto

A revelação santista não escondeu sua alegria de estar realizando um sonho de infância e afirmou: "É o dia mais feliz da minha vida"

Lance


Rodrygo foi apresentado no Real Madrid
Reprodução / Real Madrid
Rodrygo foi apresentado no Real Madrid

Ao lado do presidente Florentino Pérez, o diretor Juni Calafat e dos ex-jogadores Emilio Brutagueño, Raúl e Roberto Carlos, o atacante Rodrygo foi apresentado, nesta terça-feira (18), como novo jogador do Real Madrid.

Acompanhado de sua família,  Rodrygo concedeu sua primeira coletiva no clube e ressaltou que vive um sonho de infância, apontou seus ídolos e referências (Ronaldo, Robinho e Neymar), além de projetar os próximos passos na equipe. Confira os melhores momentos da entrevista abaixo.

Leia também: Real Madrid vence disputa com Barcelona, PSG e Bayern e contrata "Messi japonês"

REALIZAÇÃO DE UM SONHO

"É a realização de um sonho, sempre disse que é o sonho de todos os meninos do Brasil e do mundo (jogar no Real Madrid ). Estou vivendo um sonho, é o dia mais feliz da minha vida".

CONTATO COM VINÍCIUS JR.

"Falei com Vinícius Júnior desde que fechei a transferência e quando nos encontramos na Seleção Brasileira. O Madrid sempre tem os melhores do mundo, vou ter muita competição, mas estou à disposição do clube para jogar na primeira equipe, no Real Madrid B".

PRESSÃO

"A pressão existe em todos os clubes do mundo, aqui é muito maior. Vinícius me contou sua experiência, disse para eu ser paciente. Sou jovem, tenho um grande futuro pela frente e as coisas vão acontecer de forma natural".


REFERÊNCIAS

"Sou um atacante rápido, faço gols e dribles. Sou brasileiro, jogamos assim, como Robinho, Neymar ... Me identifico com eles. Gosto de jogar no lado esquerdo, mas não tenho preferências. Estou pronto para jogar".

Leia também: Real Madrid se afasta de Neymar após polêmica e anuncia reforço para o ataque

AMBIENTE E ESTRUTURA

"Vim aqui em dezembro do ano passado (2018) e já fiz contato com Marcelo, Casemiro... Obviamente já conhecia o Vinícius. Toda a organização do esporte aqui é muito diferente. O Brasil está um pouco atrasado nesse sentido. Eu entendo porque a gente sai tão jovem do país".

ÍDOLOS

"Ronaldo, o Fenômeno, Roberto Carlos também. São ídolos que vi jogar pouco, mas são ídolos brasileiros. Neymar é um grande jogador, mas está em outra equipe e não posso falar dele. Eu gostaria de ser o Rodrygo do Real Madrid (sobre ser o 'novo Neymar). Neymar só tem um, não vai existir outro".


    Leia tudo sobre: Futebol