Tamanho do texto

Além do presidente do Brasil, apenas o emir do Catar confirmou presença

Jair Bolsonaro
Reprodução/Planalto
Jair Bolsonaro estará na abertura da Copa América

Faltando apenas um dia para o início da 46ª edição da Copa América, no Brasil, somente o presidente da República, Jair Bolsonaro , e o emir do Catar, Tamim bin Hamad al Thani, confirmaram presença na Cerimônia de Abertura do torneio.

Leia também: Veja como será a Cerimônia de Abertura da Copa América, no Morumbi

Mesmo que a organização da Copa América não saiba informar quantos chefes de Estado estarão no estádio do Morumbi , em São Paulo, o show de abertura da competição promete ter muita tecnologia.

A cerimônia terá cerca de 10 minutos de duração e contará com a presença de 400 pessoas na cena, além de 100 músicos. É previsto que o show tenha início às 21h10 (horário de Brasília). Após isso, a bola irá rolar para Brasil e Bolívia.

De acordo com o diretor artístico da cerimônia, Edson Erdmann, os sonhos de 12 crianças serão mostrados no dia da abertura, cada uma representará uma nação que está disputando o torneio.

Leia também: Em 28 jogos, Brasil só perdeu um no Morumbi! Veja mais dados e curiosidades

As histórias desses jovens serão contadas em duas partes, sendo a primeira na abertura, e a segunda no encerramento da Copa América, no Maracanã, no dia 7 de julho.

"É a primeira vez, em grandes eventos, que a gente conta neste. Desta vez, o Brasil, como anfitrião, convida toda a América do Sul para contar uma história juntos. Os protagonistas serão os 12 países juntos, com os dois convidados. A plateia do estádio vai participar e vai contar a história junto", disse Erdmann.

A cerimônia ainda contará com as presenças de Léo Santana e da colombiana Karol G, que gravaram a música-tema da edição de 2019 da Copa América, "Vibra Continente".

"Foi uma surpresa para mim, me encantou a ideia. Teve boa química com Léo. Estou muito feliz de fazer parte deste projeto, de participar de uma abertura de um torneio tão importante para todos os latinos", afirmou Karol G.

Por conta da greve geral contra a proposta da reforma da previdência, que está prevista para acontecer nesta sexta (14), os organizadores do torneio aconselharam os torcedores a chegarem cedo no Morumbi e usarem, de preferência, o transporte público.

O Brasil está no grupo A da competição, ao lado de Bolívia, Peru e Venezuela. A seleção irá em busca da sua nona conquista da Copa América , sendo que o último título do Brasil foi em 2007.

    Leia tudo sobre: Futebol