Tamanho do texto

As argentinas empataram em 0 a 0 com o Japão em sua estreia na Copa do Mundo de futebol feminino 2019. O Grupo D ainda tem Inglaterra e Escócia

jogadoras da argentina
Reprodução
Argentina empatou com o Japão em 0 a 0

Lance


A Argentina conquistou o seu primeiro ponto na história da Copa do Mundo feminina, nesta segunda-feira (10), ao empatar, em 0 a 0, com a seleção do Japão.

Leia também:  Cristiane faz três gols e Brasil goleia a Jamaica na Copa do Mundo feminina

Apesar de nenhum gol marcado, a partida foi bem movimentada, com a seleção da Argentina mostrando um bom jogo defensivo e superioridade física. As japonesas exibiram boa técnica, mas não tiveram a tranquilidade para criar as jogadas.

Na segunda rodada do Grupo D , na próxima sexta-feira (14), o Japão enfrenta a Escócia, às 10h, enquanto a seleção da Argentina mede forças com a Inglaterra, às 16h.

TÁTICA ARGENTINA FUNCIONA
A Argentina fez um primeiro tempo coerente com a tática definida pela equipe. As argentina marcaram muito bem e se aproveitaram da superioridade física em relação as japonesas. A equipe sul-americana preencheu bem os espaços e pressionou a saída de bola do adversário, forçando a equipe japonesa ao erro.


O Japão , por sua vez, foi perdendo a paciência e não conseguiu manter a tranquilidade para demonstrar uma melhora técnica. Shimizu e Sugita levaram cartão amarelo na primeira etapa e ilustraram a falta de paciência com o jogo adversário. A Argentina só pecava na parte ofensiva e não chutaram nenhuma bola ao gol no primeiro tempo.

No segundo tempo, a Argentina se manteve bem defensivamente, mas passou a utilizar com mais eficiência os contra-ataques. O Japão manteve a posse de bola alta (64% contra 36%), porém, faltou eficiência ofensiva. As japonesas ainda demonstravam dificuldade em penetrar a zaga adversária.


Leia também:  Cristiane se torna a jogadora mais velha a marcar 3 gols na Copa feminina

Próximo do fim da partida, as japonesas ameaçaram uma pressão maior, mas faltou criatividade. As jogadores passaram a lançar muitas bolas dentro da grande área, não dando muita prioridade ao jogo coletivo, na construção da jogada. A Argentina se manteve forte defensivamente e conseguiu segurar o empate.