Tamanho do texto

O zagueiro brasileiro foi expulso injustamente após se chocar com o goleiro Andrada, que teve a mandíbula fraturada. Imprensa argentina admite erro

Após trombada com o goleiro Andrada, Dedé foi expulso injustamente
Reprodução / Clarín
Após trombada com o goleiro Andrada, Dedé foi expulso injustamente

O Boca Juniors venceu o Cruzeiro por 2 a 0 na Bombonera pela partida de ida das quartas de final da Libertadores , mas o lance em que o goleiro Esteban Andrada e Dedé se chocaram dentro da área foi o destaque da noite, já que o árbitro da partida consultou o VAR e expulsou o zagueiro brasileiro injustamente.

Leia também: Jogadores do Santos atacam a Conmebol e Cuca critica o clube

O vice-presidente de futebol do clube brasileiro, Itair Machado, foi duro em suas palavras e levantou a possibilidade de "roubo" na expulsão de Dedé .

"O Cruzeiro não pode ser punido duas vezes: com o erro do jogo e o Dedé fora do próximo jogo. Se não for roubo, eles vão liberar o Dedé pra jogar. Se for, talvez o árbitro ameace abrir o bico e eles não vão liberar", disse o dirigente.


Leia também: Libertadores 2019: VAR nas oitavas e prêmio de 22 milhões de dólares ao campeão

O erro do árbitro foi tão claro que até a polêmica imprensa argentina admitiu o prejuízo ao Cruzeiro.

Após a partida, o Cruzeiro publicou uma nota de repúdio e informou que solicitará uma investigação da Conmebol acerca da atitude do juiz paraguaio Eber Aquino, além da anulação do cartão de Dedé.

Confira a nota do Cruzeiro

"A diretoria do Cruzeiro Esporte Clube vem a público repudiar de forma veemente a expulsão absurda do zagueiro Dedé, na noite desta quarta-feira, diante do Boca Juniors, pelas quartas de final da Copa Conmebol Libertadores.

O Clube considera que o juiz paraguaio Eber Aquino, por ato deliberado, praticou uma das maiores, mais lesivas e equivocadas decisões já tomadas na história do futebol, uma vez que o árbitro mesmo tendo a oportunidade de consultar o VAR no lance do jogo, conseguiu tomar uma decisão flagrantemente contrária ao que foi registrado pelas imagens.

É imprescindível que a CONMEBOL determine a abertura de investigação formal contra esse flagrante e imponderável atentado contra o futebol brasileiro.

A cúpula celeste informa, também, que está estudando as melhores opções para ingressar à CONMEBOL na busca por amenizar o tamanho prejuízo técnico decorrido da expulsão de Dedé, inclusive buscando por medidas judiciais contra os autores desta covardia".

Goleiro está internado após choque com Dedé 

Andrada fraturou a mandíbula após choque com Dedé
Reprodução / Fox Sports
Andrada fraturou a mandíbula após choque com Dedé

O Boca Juniors informou, nesta quinta-feira (20), que o goleiro Esteban Andrada, atingido pela cabeçada de Dedé, fraturou o maxilar inferior e está internado.

Leia também: Voto da CBF para Marrocos como sede da Copa de 2026 abre crise na Conmebol

"Nas próximas horas, outros exames serão concluídos para a definição da conduta que será tomada. Ele permanece internado para um tratamento com analgésicos”, informou o Boca Juniors sobre o estado de saúde de Andrada após o choque com Dedé .

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.