Tamanho do texto

Treinador alemão divulgou a lista para os compromissos de setembro da seleção com seis mudanças em relação aos convocados para a Copa

Joachim Low, técnico da seleção da Alemanha
Martin Meissner/AP
Joachim Low, técnico da seleção da Alemanha

O treinador da seleção alemã Joachim Low divulgou nesta quarta-feira (29) os convocados para os jogos contra a França pela Liga das Nações e contra o Peru, em partida amistosa.

Leia também: Treinador de time alemão faz jogadores lavarem louça como punição

A lista de Joachim Low conta com seis mudanças em relação ao grupo que disputou a Copa do Mundo da Rússia e caiu na primeira fase do torneio.

Os convocados de Joachim Low
Reprodução
Os convocados de Joachim Low

O principal destaque é a presença de Leroy Sané, do Manchester City, que para muitos merecia estar presente no mundial de 2018.

Leia também: Seleção argentina é convocada para amistosos sem Messi, Di Maria e Otamendi

Ficaram de fora Sami Khedira, Kevin Trapp, Marvin Plattenhart e Sebastian Rudy, além de Mário Gomez e Mesut Ozil que se aposentaram da seleção.

Joachim Low nega racismo com Ozil

Joachim Low falou sobre a foto em que Mesut Özil posa com Gündogan ao lado do presidente da Turquia
Reprodução / Reuters
Joachim Low falou sobre a foto em que Mesut Özil posa com Gündogan ao lado do presidente da Turquia

O treinador aproveitou a coletiva de imprensa da convocação para negar as acusações de Ozil, que alegou sofrer racismo no ambiente da seleção.

“Mesut alegou racismo, mas eu posso dizer que nunca houve comentários racistas dentro da DFB. Os jogadores com histórico de imigração sempre gostaram de jogar conosco, nada mudou”.

A foto com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, também foi assunto e Low afirmou que ela atrapalhou o desempenho dos atletas na Rússia.

"Mesut (Ozil) e Ilkay (Gundogan) sempre se identificaram com os valores da seleção alemã. Quando o caso aconteceu, imaginei que eles iriam conseguir concentrar completamente na Copa, mas o tema acabou ganhando grandes proporções''.

Ainda falando sobre o meia do Arsenal, o técnico afirmou que o jogador não entrou em contato com ele para avisar sobre a decisão da aposentadoria.

Leia também: Presidente da Federação Alemã de Futebol lamenta postura sobre o caso com Özil

 “Eu falei com seu assessor. O jogador não entrou em contato direto comigo, o que normalmente eles costumavam fazer. Mesut ainda não me ligou. Nas últimas duas semanas tentei falar com ele, mas não tive sucesso. Tenho certez haverá oportunidade futuro para uma conversa pessoalmente. Ele escolheu esse caminho - tenho que aceitar”, finalizou J oachim Low .

    Leia tudo sobre: Futebol