Tamanho do texto

Considerado um dos maiores publicitários do Brasil, Washington Olivetto deu seu pitaco sobre a campanha Gillete-Neymar, alvo de muitas críticas

Washington Olivetto é um dos maiores publicitários do Brasil
Facebook / Arquivo pessoal
Washington Olivetto é um dos maiores publicitários do Brasil

O desabafo patrocinado de Neymar chamou atenção do mundo do futebol e, também, das pessoas ligadas à publicidade. Tanto que Washington Olivetto, considerado o maior publicitário do Brasil e especialista em campanhas de oportunidade, deu seu pitaco sobre o vídeo, bastante criticado pela imprensa e torcedores.

Leia também: Neymar é criticado após "desabafo patrocinado" e vira piada na internet

Para Washington Olivetto , o comercial produzido pela Gillette que mostra o atacante brasileiro se explicando e se defendendo da fama de cai-cai não foi bom nem para a empresa nem para o camisa 10 do PSG.

"A campanha volta diretamente ao tema e realimenta o problema. Isso é natural, pois a gente fica relembrando problema que aconteceu. Ele é um fenômeno de talento e não de mídia . Mas, como ele tem talento, a solução não é a mídia", disse o publicitário em entrevista à revista Época.

Leia também: Rejeição a Neymar mais que dobrou durante a Copa do Mundo, aponta estudo

"Com o seu talento, é possível esquecer tudo em três meses. Essa é a sensação que eu tenho, mas na comunicação a gente não tem certeza de tudo", completou Olivetto, que atualmente mora na Inglaterra.

"Como um profissional da área, acho que o Neymar tem um patrimônio único para recuperar a sua imagem que é o seu talento jogando futebol. Nesse momento, a melhor coisa que ele poderia fazer é se poupar da presença na mídia e se dedicar a jogar futebol. Só assim ele vai recuperar a imagem em pouco tempo", disse.

Leia também: Pai do atacante Neymar perde a linha e ofende repórter: "Fiz festa com sua mãe"

"Que o Neymar exerça seu talento jogando bola e saia da mídia. Eu acho que as pessoas ficarão mais solidárias com o Neymar quanto mais ele exercer seu talento como jogador. Ele não tem obrigação de ir de se desculpar", finalizou  Washington Olivetto à publicação.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.