Tamanho do texto

Craque do Real Madrid acertou as contas com o fisco da Espanha, referente a direitos de imagens dos anos de 2011 a 2014

Cristiano Ronaldo acertou as contas com o fisco da Espanha
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Cristiano Ronaldo acertou as contas com o fisco da Espanha

O craque português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, chegou a um acordo com o Fisco espanhol para pôr fim ao processo que responde por crimes fiscais, informou nesta sexta-feira (15) o jornal El Mundo . O governo da Espanha acusouo jogador de quatro crimes fiscais e por não ter pagado cerca de 14 milhões de euros ao fisco do país. 

Leia também: Cristiano Ronaldo se irrita em treino na Rússia e pede silêncio à torcida

Segundo o periódico espanhol,  Cristiano Ronaldo assumiu a responsabilidade de quatro delitos fiscais contra a Fazenda da Espanha, que resultariam em dois anos de prisão e uma multa de 18,8 milhões de euros. O valor equivale a cerca de R$ 81,1 milhões.

Com o acordo firmado entre as partes, o astro português e cinco vezes eleito o melhor jogador do mundo deverá pagar 5,7 milhões de euros. Já a pena de dois anos de reclusão deverá ser convertida em multa. Os valores eram referentes aos tributos de seus direitos de imagem. Os  crimes fiscais  teriam acontecido entre os anos de 2011 e 2014. Na ocasião, ele foi formalmente denunciado por suposta fraude fiscal e crimes econômicos e as autoridades da Espanha reforçam que o incumprimento das obrigações fiscais por parte do jogador foi ação "voluntária" e "consciente".

Leia também: Real Madrid está indignado com Cristiano Ronaldo e acelera acerto com Neymar

Aumento de salário

Cristiano Ronaldo
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Cristiano Ronaldo

De acordo com o jornal  Mundo Deportivo , CR7colocou uma condição para permanecer no Real Madrid: o aumento de salário. Atualmente, o atacante recebe 42 milhões de euros brutos por temporada, o equivalente a cerca de R$ 184 milhões. Mas para continuar no Real Madrid , o jogador teria pedido para receber 75 milhões de euros por ano, ou seja, R$ 326 milhões.

Leia também: Saída de Cristiano Ronaldo do Real é "irreversível" para imprensa local

O jornal ainda alega que um dos motivos do aumento está relacionado com as dívidas do atleta com o fisco da Espanha.  Cristiano Ronaldo  foi acusado de dever R$ 61 milhões à Justiça do país devido crimes fiscais, cometidos entre os anos de 2011 e 2014. Tratam-se de 14,7 milhões de euros referentes aos tributos de seus direitos de imagem.