Tamanho do texto

Polícia da cidade ucraniana já informou que era um alarme falso após evacuar cinco estações de metrô no dia da final da Liga dos Campeões

A polícia da Ucrânia recebeu neste sábado (26) uma denúncia de ameaça de bomba no sistema de metrô de Kiev , capital do país, e evacuou cinco estações. No entanto, após investigações, as autoridades informaram que se tratava de um alarme falso. As estações fechadas temporariamente foram as de Dnipro, Hydropark, Livoberezhna, Arsenalna e Heroiv Dnipra. Pouco depois, o metrô voltou a funcionar normalmente.

Leia também: Com problemas em Kiev, final da Liga dos Campeões pode ir para Nova York em 2021

Kiev, na Ucrânia
Reprodução
Kiev, na Ucrânia

O nível de tensão é alto em Kiev, onde hoje será disputada a partida final da Liga dos Campeões , entre Liverpool e Real Madrid. Há dois dias, foram registrados confrontos entre torcedores do Liverpool e ucranianos.

Também houve ameaças ao longo da semana de que haveria um ataque cibernético durante a partida, marcada para às 15h45 no horário de Brasília, no Estádio Olímpico de Kiev.

Problemas em Kiev

Desde que foi confirmado que o Real Madrid enfrentaria o Liverpool na final da  Liga dos Campeões deste sábado, inúmeras histórias surgiram das dificuldades que os torcedores de ambos os clubes enfrentam para chegar à Kiev , na Ucrânia.

O maior problema é o preço exorbitante que os hotéis estão cobrando pela diária. Com um evento deste porte na cidade, os preços disparam, chegando a custar entre R$ 3.400 e R$ 4.300 por uma noite. Além disso, ma maior parte dos quartos disponíveis em Kiev foram reservados pela UEFA para receber os funcionários e patrocinadores da Liga dos Campeões.

Leia também: Salah interrompe jejum do Ramadã para a decisão da Liga dos Campeões

A inflação dos preços aconteceu gradativamente. Vários torcedores optaram por reservar acomodações alternativas, como casas, apartamentos e quartos. No entanto, muitas das reservas foram canceladas pelo locatários em cima da hora e colocadas novamente como disponíveis nos sites por valores até 10 vezes maiores.

Alguns moradores da cidade ficaram indignados com os valores abusivos de acomodação. Assim, ofereceram suas casas de forma gratuita para alguns torcedores, mas foram poucos os felizardos. 

Outro grande problema é chegar em Kiev. Os vôos regulares para Borispol, o aeroporto internacional da cidade, estão totalmente reservados e há algum tempo, já que são poucas as opções de horários e aviões. Dezenas de aeronaves foram afretadas para partir de Liverpool e Madri, mas isso não resolveu o problema. 

Leia também: Ronaldo elogia Salah e o compara a Messi: 'Canhoto, ágil, com fome de gol'

Os fãs da Liga dos Campeões , é claro, tentam encontrar uma outra alternativa para chegar na Ucrânia. Alguns estão viajanto até Minsk, na Bielorrússia, e depois indo por terra. Outros estão se arriscando ao ir até Donetsk, território ainda afligido por combates entre o exército e membros de movimentos separatistas.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.