Tamanho do texto

Time espanhol bate a inglesa com gol de Diego Costa e coloca fim na chance de Wenger se despedir com título; franceses avançam na prorrogação

A final da Liga Europa 2017/18 será disputada entre Atlético de Madri e Olympique de Marselha. A equipe espanhola venceu o Arsenal por 1 x 0 (2 x 1 no agregado), na tarde desta quinta-feira, no Wanda Metropolitano, em Madri, se foi o primeiro a se garantir na decisão. Minutos depois, foi a vez do time francês se classificar, mesmo sendo derrotado por 2 x 1 no tempo normal para o RB Salzburg (2x3 no agregado), na Red Bull Arena, em Salzburgo.

Leia também: China oferece R$ 345 milhões para Iniesta e transformá-lo no 4º mais bem pago

O Atlético de Madri foi o primeiro time a se garantir na final da Liga Europa
Reprodução/Twitter/EuropaLeague
O Atlético de Madri foi o primeiro time a se garantir na final da Liga Europa

O gol do Atlético foi marcado por Diego Costa, no último minuto da etapa inicial. Esta era a última oportunidade de título para Arsene Wenger à frente do Arsenal. Além do gol, a equipe comandada por Simeone teve outras boas chances, principalmente com o brasileiro naturalizado espanhol e Griezmann. O time tentará o título da Liga Europa após seis anos.

Já o Olympique de Marselha perdeu por 2 x 0 no tempo normal para o RB e só garantiu a vaga na prorrogação, quando Rolando marcou o gol. Antes, Amadou Haidara e Schlager. A decisão será disputada no dia 16 de maio, em Lyon.

Resumo

O Atlético de Madri teve boa chance logo no início da partida, com Diego Costa. Logo depois, perdeu Koscielny lesionado. Já próximo do fim, Koke e Griezmann quase fizeram para os donos da casa, mas nas duas oportunidades finalizaram para fora.

Já nos acréscimos, Oblak lançou para Griezmann que passou para Diego Costa. Trombador, o atacante protegeu e tocou na saída de Ospina para abrir o placar no Wanda Metropolitano. Apesar do resultado, o Arsenal ficou mais com a bola no 48 minutos iniciais, mas não conseguiu sequer finalizar.

Aos sete da etapa final, o Arsenal chegou bem com Ramsey, mas o meia não conseguiu chutar bem. Diego Costa teve nova boa chance logo depois. Xhaka arriscou de fora da área aos 17 e obrigou Oblak a fazer grande defesa. Na sequência, Diego Costa perdeu outra boa chance.

Leia também: Cristiano Ronaldo vai abrir um restaurante no Brasil com o nome da mãe

O Atlético chegou novamente com Diego Costa, que fez boa jogada e tocou para Griezmann. O francês chega a chutar, mas é travado e em cima da linha Mustafi impede o segundo gol. Aos 26, Mkhitaryan aproveitou rebote de escanteio e chutou com perigo.

No final do duelo, o Arsenal errou na saída de bola e Fernando Torres quase fez, mas Ospina impediu. O Arsenal ainda tentou empatar para forçar a prorrogação, mas não conseguiu. Para festa dos milhares de torcedores espanhóis no Wanda Metropolitano.

Áustria

Rolando corre para comemorar gol que deu a classificação ao Olympique
Reprodução/Twitter/Olympique
Rolando corre para comemorar gol que deu a classificação ao Olympique

Já em Salzburgo, o primeiro tempo foi morno e com poucas chances de gol. Precisando marcar, o RB ficou mais com a bola (53% x 47%), mas pouco assustou o gol do Olympique de Marselha, que conseguiu administrar. Foram três finalizações do RB contra nenhuma dos visitantes.

O tempo complementar começou com o time francês perdendo grande chance com Germain. Aos oito minutos Amadou Haidara ganhou na corrida e chutou no canto direito para abrir o placar para o Salzburg.

A equipe da casa continuou na pressão e aos 20 minuos conseguiu marcar o segundo gol. Schlager recebeu dentro da área após bate e rebate e chutou. A bola desviou em Sarr e matou o goleiro Pele, morrendo no fundo das redes.

Aos 27, Hee-Chan Hwang quase fez o terceiro em chute de primeira. Desta vez Pele voou para salvar. Logo depis, Florian Thauvin cabeceou no travessão. O Marselha passou a atacar mais, mas não criou nenhuma chance clara de gol.

Leia também: Ronaldinho Gaúcho volta aos gramados para defender time árabe contra o Valencia

No primeiro lance da prorrogação, Andre Zambo Anguissa quase fez para o Marselha, mas a bola saiu por cima após chute. Aos oito minutos, Caleta-Car, do Salzburg acertou bela cabeçada, mas o goleiro Pele voou para impedir o terceiro.

Quando tudo indicava que a decisão seria decidida nos pênaltis, Rolando, após cruzamento bem batido, finalizou bem para o fundo do gol, fazendo o primeiro do Olympique na partida, o terceiro na semifinal, aos 11 do segundo tempo da prorrogação, para garantir o time francês na decisão da Liga Europa contra o Atlético de Madri. Acontece que o escanteio que originou o gol não existiu, mas o árbitro marcou mesmo assim.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.