Tamanho do texto

Já nos acréscimos, Matic fez o gol que deu a vitória dos Diabos Vermelhos no sul de Londres após sair perdendo poe 2 a 0; Palace segue na zona da degola

Na partida que encerrou a 29ª rodada do Campeonato Inglês , o Manchester United saiu atrás, mas conseguiu virar e vencer o Crystal Palace , por 3 a 2, já nos acréscimos, no estádio Selhurst Park, no sul de Londres. Com o resultado, a equipe de Mourinho reassume a segunda colocação e fica a 16 pontos do líder e rival Manchester City.

Leia também:  Manchester City domina o Chelsea, vence e mantém invencibilidade em casa

Matic corre para comemorar o golaço da virada do Manchester United sobre o Crystal Palace
Reprodução/Twitter/premierleague
Matic corre para comemorar o golaço da virada do Manchester United sobre o Crystal Palace

Os gols da partida foram marcados por Townsend, no primeiro tempo, Van Aanholt, no início do segundo tempo, Smalling, aos nove da etapa final descontou, Lukaku empatou para o Manchester United aos 30 e Matic virou já aos 46 minutos. A reação após 45 minutos muito ruins é importante para a permanência na zona de classificação à Liga dos Campeões e também para dar moral antes do clássico contra o Liverpool. O Crystal Palace, que segue sem vencer o United desde 1991, fica na zona de rebaixamento, com 27 pontos.

O jogo

O Manchester United apareceu pela primeira vez com perigo aos cinco minutos em cabeçada de Alexis Sánchez. O goleiro Hennessey, do Crystal Palace, fez boa defesa. Aos dez, a resposta. Benteke fez boa jogada pelo lado esquerdo e tocou para Townsend. O jogador bateu de primeira, a bola desviou em Lindelof e parou no àngulo, sem chances para De Gea. Aberto o placar em Selhurst Park.

Muito lento, o United seguiu sem assustar o gol dos donos da casa. Aos 18 minutos, Sorlot encontrou liberdade para avançar e arriscou da entrada da área, mas desta vez De Gea defendeu. A partir de então os Diabos Vermelhos ficaram com a bola, mas sem velocidade e sem nenhuma jogada que pudesse resultar em gol. O primeiro tempo acabou aos 48 minutos com apenas dois chutes da equipe de José Mourinho ao gol.

Para os 45 minutos finais, Mourinho voltou com Rashford no lugar de McTominay. E logo no primeiro minuto o jovem recebeu lançamento, driblou três, mas antes de chutar acabou desarmado. O castigo veio um minuto depois. Benteke cobrou falta rápido e deixou Van Aanholt na cara de De Gea, após carregar para a área, o lateral chutou firme sem chances para o goleiro espanhol. Duro golpe na equipe de Manchester.

A reação do United foi boa após o segundo gol e aos sete minutos, após cobrança de escanteio, Smalling cabeceou e assustou o gol de Hennessey. Parecia o prenúncio de algo que aconteceria na sequência. Mais precisamente aos nove, Valencia cruzou para dentro da área e Smalling apareceu sozinho, em posição legal, o zagueiro cabeceou bem, sem chances para o goleiro, e diminuiu o placar.

Leia também: Jogador do Arsenal recebe R$ 135 mil por semana, mas sua mãe é sem-teto

Após pressão do Manchester, a partida ficou mais rápida. Aos 19 minutos, depois de muita troca de passe, a bola foi alçada na área por Van Aanholt e Benteke cabeceou, mas a bola saiu pelo lado esquerdo de De Gea. Aos 21, Pogba recebeu cruzamento rasteiro e bateu de primeira, obrigando o goleiro Hennessey a fazer bela defesa. Rashford bateu falta da esquerda e tentou surpreender com um chute direto, mas a bola saiu à direita.

A pressão dos Diabos Vermelhos continuou e aos 27 minutos a bola sobrou na área para Matic, que finalizou muito forte, venceu o goleiro do Crystal Palace, mas viu Benteke salvar em cima da linha. Três minutos depois, a pressão deu certo. Sánchez chutou, a bola desviou e bateu no travessão. Na volta, Lukaku dominou e, após ameaçar, chutou e fez, deixando tudo igual no sul de Londres.

Jogadores dos Diabos Vermelhos comemoram a vitória com a torcida que foi até Londres
Reprodução/Twitter/premierleague
Jogadores dos Diabos Vermelhos comemoram a vitória com a torcida que foi até Londres

Após chances para os dois lados, aos 46 minutos, a bola sobrou fora da área para Matic. O sérvio dominou e bateu firme, de longe, sem chances para o goleiro Hennessey, para virar o jogo para o Manchester United no sul de Londres. Um golaço. Dois minutos mais tarde, o árbitro Neil Swarbrick encerrou a partida.

Ficha técnica

Crystal Palace 2 x 3 Manchester United

Data: 5 de março de 2018, segunda-feira, 17 horas (de Brasília)
Local: Estádio Selhurst Park, em Londres, Inglaterra
Árbitro: Neil Swarbrick
Auxiliares: Scott Ledger e Richard West
Cartões amarelos: Townsend (Crystal Palace); McTominay, Ashley Young (Manchester United)
Público: 25.840
Gols: Townsend, aos 10'/1ºT (1-0), Van Aanholt, aos 2'/2ºT (2-0); Smalling, aos 9'/2ºT (2-1), Lukaku, aos 30'/2ºT (2-2), Matic, aos 46'/2ºT (2-3)

Crystal Palace: Hennessey, Wan-Bissaka, Martin Kelly, Tomkins e Van Aanholt;Townsend, McArthur, Milivojevic e Schlupp (Riedewald, aos 34'/2ºT); Benteke e Sorloth.
Técnico: Roy Hodgson.

Manchester United: De Gea, Valencia (Juan Mata, aos 22'/2ºT), Lindelof, Smalling e Ashley Young (Luke Shaw, aos 22'/2ºT); Matic, McTominay (Rashford, no intervalo) e Pogba; Lingard,
Alexis Sánchez e Lukaku.
Técnico: José Mourinho.

Leia também: Daniel Alves lamenta ausência de Neymar contra Real, mas quer time aguerrido

Na próxima rodada, o Manchester United receberá o Liverpool no maior clássico da Inglaterra, no sábado, dia 10. Já o Crystal Palace enfrentará o Chelsea, fora de casa, no mesmo dia.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.