Tamanho do texto

Atacante brasileiro chegou a ser especulado no Santos e no São Paulo, mas acabou indo para o futebol turco; condenação o afastou do clube alvinegro

Condenado por estupro na Itália e após ter sido especulado no Santos e no São Paulo, o atacante Robinho, de 33 anos, foi anunciado nesta segunda-feira como o novo reforço do Sivasspor , da Turquia. O brasileiro acertou com o clube turco um contrato de um ano e meio, ou seja, até junho de 2019. Na cerimônia, realizada no Estádio 4 de Setembro, na cidade de Sivas, ele recebeu a camisa 70.

Leia também: Com mistério, Mattos revela oferta "excepcional" por Dudu, mas atacante fica

Robinho, aos 33 anos, foi anunciado como reforço do Sivasspor, da Turquia
Reprodução/Sivasspor
Robinho, aos 33 anos, foi anunciado como reforço do Sivasspor, da Turquia

O Sivasspor, apesar de não ser um time tradicional do futebol mundial, foi clube do lateral direito Cicinho, ex-São Paulo, e teve o ex-jogador Roberto Carlos como treinador entre 2013 e 2014. De acordo com Robinho , os dois amigos influenciaram em sua escolha.

"São meus amigos. Roberto Carlos me disse que é um clube grande, que a torcida é muito boa. Estou muito feliz aqui", disse o brasileiro.

Leia também: Uefa aprova contratações de Neymar e Mbappé dentro do fair play financeiro

Em 2017, Robinho atuou pelo Atlético Mineiro, mas não renovou com a equipe alvinegra por conta do salário oferecido, que não o agradou. Sem clube, o atacante foi especulado no Santos e no São Paulo, mas não houve acordo.

Robinho será, ao lado do marfinense Arouna Koné, uma das principais referências do Sivasspor, que está na oitava colocação do Campeonato Turco. O único brasileiro que defende o clube atualmente é o lateral-direito Auremir, ex-Guarani.

O Sivasspor é o sétimo clube da carreira de Robinho, que já passou por Santos, Real Madrid, Manchester City, Milan, Guangzhou Evergrande e Atlético Mineiro. Já na seleção brasileira, foram 102 partidas e 30 gols.

Leia também: Manchester United lidera ranking dos clubes com maior receita; veja lista

Condenação

Em novembro de 2017, Robinho foi condenado na Itália a nove anos de prisão por "violência sexual em grupo", também conhecido como estupro, mas ainda cabe recurso. De qualquer forma, o brasileiro não pode pisar em solo italiano para não ser detido.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: futebol