Tamanho do texto

Em entrevista a um jornal inglês, Gerrard falou como tem sido sua primeira temporada como treinador após pendurar as chuteiras no fim do ano passado

O inglês Steven Gerrard anunciou aposentadoria como jogador de futebol no fim do ano passado e desde então tem se dedicado a carreira de técnico. Ídolo do Liverpool , o ex-meia está no comando dos times de divisões mais inferiores dos Reds. Para ele, no entanto, este início tem sido cansativo, mas servirá para perceber como será seu futuro na profissão.

Leia também: Cristiano Ronaldo deveria estar preso por crime fiscal, entende o fisco espanhol

Steven Gerrard falou sobre como é ser técnico:
Divulgação
Steven Gerrard falou sobre como é ser técnico: "Envelheci cerca de dois anos em seis meses"

"Envelheci cerca de dois anos em seis meses. O conselho do Jürgen [Klopp] quando voltei foi: ‘Eu só quero que observe por um curto período de tempo, porque você necessita de alguns anos para cometer erros, escolher a tua própria equipe, decidir táticas... Precisa encontrar a tua filosofia, uma forma de jogar, precisa lidar com problemas pessoais, de elogiar indivíduos, de sentir desilusão e contratempos e depois, após alguns anos, vai perceber se este espetáculo é para ti", revelou Gerrard em entrevista ao jornal inglês The Guardian .

O ex-meia da seleção inglesa ainda falou qual a diferença entre ser jogador e técnico. "Como jogador, eu poderia desligar quando o jogo estivesse terminado. Isso é muito difícil enquanto treinador. Isso tem sido a principal diferença. Agora, depois de um jogo, fico a pensar no que correu bem, no que não correu bem, que jogadores preciso trabalhar mais durante a semana, quem devo elogiar, com quem preciso falar, quem se tem portado mal na escola...", acrescentou e revelou que não utiliza como referência para os jovens jogadores os jogos que fez com a camisa do Liverpool.

Leia também: 11 brasileiros estão entre os 100 melhores jogadores do mundo de 2017

"Se eu quiser mostrar-lhes algo taticamente eu irei sempre usar a atual primeira equipe do Liverpool ou outra atual equipe. Eu penso que não é correto dizer: ‘Olhem o que eu fiz e olhem o que nós fizemos’. A minha carreira enquanto jogador terminou. Isto é sobre o que irá acontecer amanhã, não ontem", disse. "Não posso sentar-me aqui e dizer ‘Oh, não, eu só quero trabalhar para o Liverpool’. Num mundo ideal e perfeito toda a gente sabe o que eu quero, mas, agora, não vale a pena pensar nisso", finalizou.

Carreira

Leia também: Jogador acusado de assediar mulher de companheiro se defende: "Sempre fui leal"

Ao todo, Gerrard entrou em campo 863 vezes e marcou 212 gols. No Anfield, foram 710 jogos, 186 gols e 10 títulos, entre eles o da Liga dos Campeões de 2004/2005. Já pela seleção ele fez 114 jogos e marcou 21 gols. Em 38 dessas partidas ele foi capitão. Além disso, participou de três Copas do Mundo, em 2006, 2010 e 2014 e ficou fora do Mundial de 2002 por conta de uma lesão.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: futebol