Tamanho do texto

Dirigentes do clube gaúcho não gostaram da reclamação de Muricy Ramalho pela escolha de Sandro Meira Ricci

Times se enfrentam quarta-feira, no Beira-Rio
AE
Times se enfrentam quarta-feira, no Beira-Rio
A última entrevista do técnico Muricy Ramalho não caiu bem entre os dirigentes do Internacional . Após o comandante do Santos reprovar a escolha de Sandro Meira Ricci para apitar o jogo de quarta-feira, pela Libertadores, os mandatários gaúchos viram uma tentativa de condicionamento da arbitragem.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Conheço bem o Muricy, sei da capacidade dele em campo e da inteligência fora. A gente vai jogar a partida dentro de campo, mas não vale condicionar a arbitragem. Isso já aconteceu no jogo passado, por várias coisas, por o árbitro ser gaúcho, e não tivemos uma felicidade. Agora não vamos deixar condicionar de maneira nenhuma”, disse o diretor técnico Fernandão.

A Conmebol escolheu o árbitro do Distrito Federal para apitar o jogo Inter x Santos, quarta-feira, 22h, no Beira-Rio, pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores.

O Santos venceu o primeiro encontro entre ambos na Vila Belmiro por 3 a 1 . Na ocasião, o assunto arbitragem também foi debatido antes do jogo. Depois da derrota, o Inter reclamou da atuação de Evandro Rogério Román, principalmente de um pênalti marcado de Índio em Borges logo no início da partida.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

“Fica nosso protesto porque futebol não se faz dessa maneira. Quem viu o jogo em Santos sabe que o árbitro errou inúmeras vezes contra nós”, desabafou o presidente Giovanni Luigi.  

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.