Tamanho do texto

Pelas prováveis escalações, seis gremistas e três colorados já atuaram no clássico gaúcho

Não será fácil encontrar um jogador experiente em Gre-Nal, domingo, em Rivera. Em uma partida recheada de jovens reservas, Grêmio e Internacional mandarão a campo poucos atletas com poucas participações no maior clássico do Rio Grande do Sul.

O Inter, por exemplo, atuará com apenas três jogadores com história para contar sobre este duelo: o lateral-direito Daniel , zagueiro Ronaldo Alves e meia Marquinhos. A última participação do lateral, aliás, no empate sem gols pelo Brasileirão 2010, no Beira-Rio, não o impende de sentir ansiedade.

“Sempre dá um friozinho na barriga, mas o clássico é decidido dentro de campo”, disse o jogador.

Imagine, então, para quem nunca enfrentou o maior rival pelo profissional. Daniel contou que os estreantes colorados perguntam detalhes sobre a partida. A resposta é quase sempre a mesma: manter a tranquilidade e jogar futebol.

A julgar pela provável escalação, o Grêmio leva vantagem na experiência. Pelo último time testado, seis atletas já estiveram num Gre-Nal: o goleiro Marcelo Grohe, o lateral-direito Mário, os zagueiros Neuton e Vilson, o volante Adilson e o atacante Diego Clementino.

Diego Clementino tem história para contar no Grêmio
Futura Press
Diego Clementino tem história para contar no Grêmio

Clementino entrou no segundo do clássico mais recente, o do segundo turno do Nacional do ano passado: 2 a 2 no Olímpico. Apesar de ter sido a sua única participação, sabe o que dizer aos novatos tricolores:

“É uma partida única. Tem que ter atenção. Não pode faltar raça e inteligência. É um jogo de detalhes”.

No banco de reservas também há uma vantagem teórica em favor da turma do Olímpico. Roger Marques, que comandará o Grêmio, disputou 25 clássicos na época de jogador. Enderson Moreira, o comandante colorado, estreará em Gre-Nal profissional.

No campo, dos 22 atletas, nove têm participações do jogo. Resta saber quem, no fim do domingo, terá uma história feliz para contar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.