Tamanho do texto

Felipe Amorim e Diniz, de pênalti, marcaram para o time goiano, que atuou em casa contra o clube mineiro

Sob o comando do técnico interino Márcio Defendi, o Goiás conseguiu a reabilitação na Série B do Brasileiro e venceu o Boa Esporte , por 2 a 0, nesta terça-feira, no estádio Serra Dourada. Os gols do triunfo esmeraldino foram anotados por Felipe Amorim, que aproveitou um corte mal feito pela defesa mineira, e mandou para as redes, e Diniz que cobrou pênalti deslocando o goleiro Luiz Henrique.

No Goiás, Márcio Defendi optou por alterar o esquema tático do time esmeraldino passando do 3-5-2, para o tradicional 4-4-2. Já no Boa, Nedo Xavier fez uma única mudança na equipe em relação à escalação que venceu o Grêmio Prudente, na rodada passada, o zagueiro Carciano deu lugar a Marcelinho.

Na próxima rodada da série B, o Boa Esporte encara o Salgueiro, sexta-feira, no estádio Dilzon Melo, em Varginha. Já o Goiás vai visitar a Ponte Preta, também na sexta-feira, no Moisés Lucarelli.

O jogo
Embalado pela vitória diante do Grêmio Prudente, o Boa começou a partida equilibrando as ações com os donos da casa, que encontraram muitas dificuldades para penetrar na defesa mineira. Aos dez minutos, o atacante Marco Antônio arriscou de fora da área, mas o goleiro Harlei fez boa intervenção, na primeira tentativa do Boa.

Apesar da maior posse de bola do Goiás, a troca de passes da equipe foi pouco eficiente, com os defensores do time do Sul de Minas levando a melhor sobre os atacantes. Até que aos 20, Felipe Amorim teve excelente chance de abrir o placar para os goianos, mas o arqueiro Luiz Henrique apareceu bem pela primeira vez no jogo e mandou para escanteio.

Depois deste lance, o Goiás adiantou as linhas de marcação e passou a pressionar mais o Boa Esporte, que adotou a estratégia de explorar os contra-ataques. Aos 26, Bruno Aquino chegou a mandar a bola para o fundo das redes mineiras, mas o impedimento já estava marcado. Aos 36, Diniz da entrada da área bateu cruzado e Luiz Henrique conseguiu espalmar e mandar para escanteio.

Aos 41, o Boa perdeu uma chance incrível com o atacante Marco Antônio, que recebeu excelente cruzamento da direita e livre dentro da pequena área, mandou sobre o travessão de Harlei. Aos 43, Zé Antônio cobrou falta e no rebote da defesa, Felipe Amorim bateu rasteiro no canto esquerdo de Luiz Henrique, para abrir o placar no Serra Dourada.

Logo na volta do segundo tempo, o lateral-esquerdo Magalhães cometeu pênalti em cima de Bruno Aquino. Ainda no primeiro minuto, Diniz cobrou com a perna canhota deslocando Luiz Henrique e marcando o segundo gol do time esmeraldino. Aos cinco minutos, o Boa tentou descontar com Carlos Magno, mas Harlei fez excelente intervenção para evitar o primeiro tento mineiro.

Aos oito minutos, o lateral-direito Jackson arriscou um arremate de longa distância e Harlei, que começou a partida sendo vaiado pela torcida do Goiás, fez mais uma boa intervenção. Aos 13, foi a vez de Paulo Roberto livre dentro da área, mandar a esquerda do arqueiro goiano e perder ótima chance de diminuir o marcador.

Com desvantagem no placar, Nedo Xavier mandou o Boa para cima do Goiás, o que tornou a partida mais movimentada na etapa complementar, com alternância de oportunidades para os dois times. Aos 25, Bruno Aquino recebeu uma bola esticada, ganhou dos zagueiros e bateu rasteiro na saída de Luiz Henrique, que conseguiu fazer a defesa. O troco veio no minuto seguinte, com Paulo Roberto acertando a trave do Goiás.

Aos 29, Harlei operou milagre para salvar a pátria esmeraldina, depois de chute cruzado de Jackson. Com resultado positivo praticamente assegurado, o Goiás recuou e aceitou a pressão dos mineiros, que tentaram até o fim do jogo marcar o gol de honra, mas teve suas tentativas frustradas pelo dia inspirado do goleiro goiano.

FICHA TÉCNICA - GOIÁS 2 X 0 BOA ESPORTE

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 28 de junho de 2011, terça-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Assistentes: Jander Rodrigues Lopes (AM) e Marcos Santos Viera (AM)
Cartão amarelo: Bruno Aquino (Goiás)

Gols : GOIÁS: Felipe Amorim, aos 43 minutos do primeiro tempo e Diniz a um minuto do segundo tempo

GOIÁS: Harlei; Oziel, Rafael Tolói, Ernando e Andrezinho, Amaral, Zé Antônio, Diniz (Valmir Lucas) e Carlos Alberto (Marcelo Costa); Felipe Amorim (Tardely) e Bruno Aquino. Técnico: Márcio Defendi

BOA ESPORTE : Luiz Henrique; Jackson, Thiago Carvalho, Marcelinho e Magalhães (Júlio Cesar); Claudinei, Olívio (Maranhão), Carlos Magno (Jean Cleber) e Vinícius Hess; Marco Antônio e Paulo Roberto. Técnico: Nedo Xavier

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.