Tamanho do texto

Volante do Milan disse que não vai parar de jogar por causa da contusão que vai lhe tirar dos gramados por pelo menos seis meses

O volante Gennaro Gattuso finalmente concedeu uma entrevista coletiva para explicar a situação de sua carreira após ter uma lesão no olho diagnosticada. Com uma camisa em homenagem ao piloto de MotoGP italiano Marco Simoncelli, que faleceu neste fim de semana em um acidente durante uma prova, o jogador do Milan foi categórico com relação a sua possível aposentadoria: "Não deixarei o futebol, isso não acabará comigo."

Gattuso terá que ficar pelo menos seis meses afastado dos gramados, já que teve uma lesão no olho esquerdo, decorrente de uma paralisia de um dos nervos cranianos. Após jogar 20 minutos diante da Lazio, no Campeonato Italiano, o atleta foi substituído sentindo fortes dores de cabeça e teve o problema constatado pelos médicos do clube.

"Era como se estivesse bêbado. Podia ver Ibrahimovic em quatro posições diferentes. Ainda bem que me choquei com Nesta e parei de vez", revelou Gattuso, em entrevista ao jornal italiano "Gazzetta Dello Sport".

Idolatrado pela torcida do Milan por ser um jogador de muita entrega dentro de campo, o volante ainda apontou que as dificuldades que está passando não irão influenciar no andamento de sua carreira. O italiano afirmou que irá trabalhar duro e seguir o tratamento prescrito para voltar assim que possível ao time rossonero.

"O futebol é a minha vida, sou um homem de sorte. Há 20 dias me disseram que talvez não pudesse voltar a jogar, mas descartaram esta hipótese e vou trabalhar muito para voltar. Preciso que muita coisa aconteça para me abater", completou o jogador.

Campeão da Copa do Mundo de 2006 com a seleção italiana, Gattuso coleciona troféus vestindo a camisa do Milan. Dentre as diversas conquistas do atleta, os troféus que mais chamam a atenção são os dois Campeonatos Italianos, as duas Ligas dos Campeões e o Mundial de Clubes de 2007.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.