Tamanho do texto

Atacantes marcaram seus primeiros gols no Brasileirão. Souza e Rafael Moura completaram o placar

nullSe o dito popular do mundo do futebol diz que atacante vive de gols, nada melhor para o Fluminense do que a goleada de 4 a 0 sobre o Ceará , neste domingo, no estádio Engenhão. Fred , que ainda não havia marcado neste Campeonato Brasileiro , e Rafael Sóbis , contratado recentemente, desencantaram e ajudaram a construir o placar elástico, que deixa o Fluminense na 8ª colocação, com 18 pontos.

Apesar de começar a partida pressionado pelo adversário, o Fluminense conseguiu melhorar na partida e marcar o primeiro gol com Fred. Pouco depois, o volante Heleno foi expulso e acabou facilitando a vida do time da casa, que aumentou o placar com Souza, Rafael Sóbis e Rafael Moura na segunda etapa, transformando a vitória em goleada.

Siga o Twitter do iG Fluminense e receba as notícias do time em tempo real

O Ceará perde uma invencibilidade de cinco partidas seguidas, caindo para a 10ª posição, com os mesmos 18 pontos do Fluminense, mas uma vitória a menos. Na próxima rodada, o Fluminense recebe o Inter, na quinta-feira, às 21h, no estádio Engenhão, enquanto o Ceará recebe o Avaí na quarta, às 19h30, no estádio Presidente Vargas.

Entre para a Torcida Virtual dos dois times e convide os seus amigos

O Jogo
Sem Diguinho e Deco, suspensos, o técnico Abel Braga entrou em campo com uma nova formação, o 4-4-2. No meio, Fernando Bob entrou para ajudar Edinho na marcação, enquanto Rafael Sóbis formou dupla de ataque com Fred.

Quem começou dominando a posse de bola foi o Ceará, que adiantava a marcação e anulava bem os armadores do Fluminense, saindo com velocidade pelos lados do campo, principalmente na esquerda, com o lateral Vicente. Sem conseguir receber a bola, Fred deixava a área, mas não tinha sucesso ao tentar criar as jogadas. Pelo Ceará, Osvaldo era o jogador mais perigoso, criando boas chances.

Superior, o Ceará logo criou a primeira chance. Aos sete minutos, Marcelo Nicácio recebeu no meio-campo, carregou com espaço e soltou a bomba da entrada da área, mas a bola acabou subindo um pouco. Alguns minutos depois, o Ceará conseguiu abrir o placar em uma cabeçada de Nicácio, mas o juiz marcou impedimento corretamente, anulando o gol.

Aos 22 minutos, o time do técnico Vagner Mancini perdeu uma chance incrível. Osvaldo roubou a bola do volante Edinho, invadiu a grande área completamente livre, mas conseguiu chutar para fora, perdendo um gol inacreditável. O susto, em parte, serviu para acordar o Fluminense. A equipe da casa começou a dominar a posse de bola e já encontrava mais espaço para criar as jogadas ofensivas.

Flu marca e Ceará fica com 10
Primeiro, o zagueiro Márcio Rosário assustou, chutando forte da esquerda para a defesa de Diego. Depois, aos 35 minutos, o time das Laranjeiras desencantou. Souza, que minutos antes quase havia sido substituído por ter se chocado com João Marcos, cobrou falta da esquerda na cabeça de Fred, que desencantou no Campeonato Brasileiro e deixou o Fluminense em vantagem no placar.

O Ceará, além de não conseguir reagir ao gol sofrido, ainda viu sua situação piorar. Aos 46 minutos, em uma disputa de bola no meio-campo, o volante Heleno levantou demais o pé e acertou o peito de Fred, recebendo o cartão vermelho e deixando o Ceará em uma situação delicada na partida.

Mesmo perdendo um jogador de marcação no meio-campo, o técnico Vágner Mancini optou por voltar para o segundo tempo sem nenhuma alteração, assim como o Fluminense, que também não mudou. Porém, logo aos três minutos, o time da casa resolveu a partida. Aos três minutos, Carlinhos fez linda jogada pela esquerda, se livrou de dois marcadores e cruzou. A zaga do Ceará afastou mal e Souza, livre, completou para o fundo da rede.

O técnico do Ceará até tentou reorganizar a equipe, trocando o meia Enrico pelo volante Rudnei, e o atacante Marcelo Nicácio por Felipe Azevedo, mas o Fluminense aumentou o placar. Rafael Sóbis tabelou com frente na área e bateu cruzado, marcando seu primeiro gol com a camisa do time carioca.

Completamente entregue na partida, o Ceará não conseguia segurar o adversário, que chegou ao quarto gol com Rafael Moura, que entrou no lugar de Sóbis. Aos 31, Souza cobrou falta e Rafael Moura subiu mais que a zaga para fazer o quarto do Fluminense, transformando a vitória em goleada no estádio Engenhão. Nos minutos finais, com os jogadores cansados, o placar não se alterou, apesar de Fred ter cobrado uma falta na trave nos acréscimos da partida.

FICHA TÉCNICA - FLUMINENSE 4 X 0 CEARÁ

Local : Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data : 31 de julho de 2011, domingo
Horário : 16h (em Brasília)
Árbitro : Wagner Reway (MT)
Assistentes : Carlos Berkenbrock (Fifa-SC)
Cartões amarelos : Márcio Rosário, Carlinhos (FLU); Diego Sacomam (CEA)
Cartão vermelho : Heleno (CEA)

GOLS
Fluminense - Fred, aos 35 minutos do primeiro tempo; Souza, aos três minutos do segundo tempo, Rafael Sóbis, aos 18 minutos do segundo tempo e Rafael Moura, aos 31 da segunda etapa

FLUMINENSE : Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Márcio Rosário e Carlinhos; Edinho, Fernando Bob, Souza (Wallace), Marquinho (Júlio César); Rafael Sobis (Rafael Moura) e Fred
Técnico : Abel Braga

CEARÁ : Diego; Boiadeiro (Patrick), Fabrício, Diego Sacoman, Vicente; João Marcos, Heleno, Michel e Enrico (Rudnei); Osvaldo e Marcelo Nicácio (Felipe Azevedo)
Técnico : Vagner Mancini

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.