Tamanho do texto

Ex-são-paulino diz ter recebido mensagens de ex-companheiros e torcedores do Brasil que estão torcendo para o Uruguai

 O Uruguai tem pouco mais de 3,5 milhões de habitantes. Quase todos estarão ligados na final da Copa América deste domingo contra o Paraguai. A torcida para a seleção celeste, entretanto, deve ser maior do que a população do país. Impossível estimar o número, mas muitos brasileiros estarão com os uruguaios. Ao menos é o que acredita o capitão do time, Diego Lugano.

Forlán agradeceu carinho de brasileiros com seleção uruguaia
AP
Forlán agradeceu carinho de brasileiros com seleção uruguaia
“É impressionante o numero de mensagens de apoio que recebo de brasileiros, tanto amigos meus, como gente que eu nem conheço. Depois da Copa me mandaram vídeos com torcedores em São Paulo e em outras partes nos apoiando”, revela o zagueiro que é ídolo do torcedor são-paulino e até hoje guarda recordações do clube

“Só tenho que agradecer o carinho do povo brasileiro. Eu sempre falo isso, que é o maior orgulho ter jogado lá e saber que deixei uma boa imagem do Uruguai. É mais importante que fazer ou impedir um gol do rival”, diz Lugano.

Além do ex-são-paulino, os botafoguenses Loco Abreu e Arévalo Rios e o meia-atacante Diego Fórlan são outros uruguaios com laços com o Brasil. No caso do camisa 10 da seleção, a ligação vem do pai, o lateral Pablo Forlán, que defendeu o São Paulo na década de 70.

“É muito bom que o Brasil nos apóie. Estamos agradecidos. Tem muitos amigos do meu pai e da família lá. Fico muito contente”, afirmou Fórlan, o filho, ensaiando um “portunhol”.

O Uruguai joga a decisão da Copa América contra o Paraguai neste domingo, às 16h, em Buenos Aires.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.