Tamanho do texto

Com um time cheio de reservas, Flu ajudou a sensação do Carioca a chegar à sua quarta vitória consecutiva

O Fluminense recebeu o Macaé no campo do Bangu na tarde deste sábado e, além de decepcionar seus trocedores, deixou os rivais Flamengo e Botafogo em dificuldades para chegar à classificação às semifinais da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca .

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Com uma atuação abaixo da média, o Flu perdeu por 3 a 1 para o time do Norte Fluminense, que lidera o grupo A com 12 pontos. Pipico, Wallacer e Josiel marcaram para o Macaé, e Matheus Carvalho descontou.

O resultado praticamente encaminha a classificação do Macaé, que está cinco pontos na frente do Botafogo e seis do Flamengo, que jogam neste domingo. Com isso, um dos dois grandes corre sério risco de ficar de fora das semifinais.

Na próxima rodada da Taça Rio, o Fluminense voltará a jogar em Moça Bonita diante do Bonsucesso. Já o Macaé visitará o Americano em Campos. Os dois jogos serão no domingo.

O jogo

Com um time composto na sua maioria por reservas, o Fluminense fez um primeiro tempo muito ruim e deixou o Macaé se impor. No começo, em dois lances, os comandados do técnico Abel até deram a impressão de que poderíam deixar o teocedor satisfeito.

Aos três, Bruno aproveitou bola afastada pela zaga do Macaé e mandou de primeira um chute que passou rente ã trave de Luis Henrique. Depois, aos oito, Wellington Nem quase consegue chegar e interceptar um recuo de bola feito pelo zagueiro Douglas Assis ao goleiro do Macaé.

Ao contrário do Flu, o Macaé se apresentava mais organizado em campo e, principalmente, mostrava mais disposição para o jogo. E o prêmio veio aos 12: O lateral Carlos Alberto foi lançado na esquerda em velocidade e, de primeira, levantou na área. Na altura da marca do pênalti e sem marcação, Pipico cabeceou no canto direito de Cavalieri.

Leia mais:  Edital de concessão do Maracanã deve ser lançado até o meio do ano

Depois do gol, o Flu diminuiu o ritmo e continuava com dificuldades de penetrar na defesa macaense, trocando muitos passes no meio campo.

O Macaé quase chegou ao segundo aos 23. André Gomes lança pelo alto da intermediária para a escapada de Pipico, Anderson se atrapalha com o quique da bola e o atacante do Macaé cabeceia encobrindo o goleiro do Flu. O zagueiro porém se recupera e afasta a bola quando ela ia entrando no gol.

O Fluminense só levou perigo ao gol do Macaé depois dos 30 minutos. Aos 32, Jean fez boa jogada e deixou para Rafael Moura arriscar da entrada da área, mas o chute saiu fraco e nas mãos de Luís Henrique.

Aos 37, Carlinhos foia à linha de fundo e cruzou na área. A zaga afastou mas Nem ficou com o rebote, mas na hora de concluir, chutou mal e em cima do goleiro.

O primeiro tempo acabou em alta rotatividade, com chances para ambos os lados. Aos 45, Carlinhos cruza e a defesa do Macaé se atrapalha e manda contra o patrimônio, mas Luís Henbrique salva. Na sequência, André Gomes faz boa jogada no ataque e manda um balaço, obrigando a Cavalieri a fzaer defesa difícil e espalmar para escanteio.

O Flu voltou com Matheus Carvalho no lugar de Bruno para o segundo tempo. E mal a bola rolou, Rafael Moura recebeu na entrada da área e, de frente para o gol, isolou a bola.

Assim começou a história do segundo tempo. O Flu foi melhor e perdeu muitas chances de gol, mas o Macaé foi o mais eficiente, e foi construiu o placar e a vitória.Aos 11, Pipico recebeu na internediária, levantou a cabeça e cruzou na área. Josiel tocou para trás e, da meia lua, Wallacer mandou no canto esquerdo de Diego Cavalieri e ampliou.

O Flu teve um grande momento aos 18 minutos. Numa blitz dentro da área do Macaé, foram três chutes diretos ao gol salvos milagrosamente pelo goleiro, ilustrando a dificuldade que o Tricolor tinha para colocar a bola para dentro neste sábado no péssimo gramado de Moça Bonita.

O Macaé, por sua vez, não perdoava. Aos 33, Edson avança pela esquerda e levanta na área. Josiel sobe sem marcação pelo meio na frente da pequena área e manda para o barnbante: 3 a 0.

O campeão do primeiro turno ainda conseguiu um gol de honra antes do apito final. Aos 44, a zaga do Macaé falha e Rafael Moura se aproveita e toca para Matheus Carvalho, que chutou na saída do goleiro e decretou o placar final.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE 1 X 3 MACAÉ

Local: Estádio Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 17 de março de 2012, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília) 
Árbitro: Maurício Coelho Júnior (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo Henrique Correa (ambos do RJ)
Público: 1.386 pagantes (2.252 presentes)
Renda: R$ 31.050,00 
Cartões amarelos: Valencia e Anderson (Fluminense); Carlos Alberto e Wallacer (Macaé)
Gols: MACAÉ: Pipico, aos 12 minutos do primeiro tempo; Wallacer, aos 11, e Josiel, aos 33 minutos do segundo tempo; FLUMINENSE: Matheus Carvalho, aos 44 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno (Matheus Carvalho), Anderson, Digão e Carlinhos; Valencia, Jean, Lanzini (Wagner) e Souza; Wellington Nem e Rafael Moura
Técnico: Abel Braga

MACAÉ: Luis Henrique, Valdir, Ramon, Douglas Assis e Carlos Alberto (Edson); Gedeil (Bruno Barra), Wagner, André Gomes e Wallacer; Pipico e Josiel (Tiago Lima)
Técnico: Toninho Andrade

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.