Tamanho do texto

Presidente Patrícia Amorim havia garantido time competitivo para 2011, mas apenas três reforços chegaram

Faltam apenas seis dias para o Flamengo começar a pré-temporada e o time contratou apenas três reforços: o goleiro Felipe e os meias Botinelli e Vander. Nada que faça o torcedor acreditar em um grupo capaz de brigar por títulos como havia prometido a presidente Patrícia Amorim. E a perspectiva não é das melhores.

Com exceção do sonho de contratar Ronaldinho Gaúcho, a ambição da diretoria do Flamengo não é nada animadora. O zagueiro João Filipe, do Figueirense, não passa de uma aposta. Nomes fortes especulados já fecharam com outros clubes e as opções no mercado se tornam cada vez mais escassas.

Diante da situação, o técnico Vanderlei Luxemburgo cancelou seu reveillón em Punta del Este, no Uruguai. A intenção era começar a pré-temporada com todos os reforços contratados, o que não deve acontecer, atrapalhando a preparação, que já será prejudicada pelas ausências de Petkovic, Diego Maurício e Negueba no início das atividades em Londrina.

Petkovic só chega ao Brasil no dia 9, por causa do Natal ortodoxo na Sérvia. Diego Maurício está com a seleção sub-20 e Negueba vai disputar a Copa São Paulo de Juniores em janeiro.

Além disso, o Flamengo ainda precisa resolver a pendência sobre o atacante Diogo. O Olympiacos cobra 350 mil euros (R$ 790 mil) do clube na Fifa, referente ao pagamento da segunda e última parcela do empréstimo de um ano. Há uma negociação em curso e o jogador pode até ser devolvido. O time também perdeu jogadores importantes como Juan e Toró.

O Flamengo fica do dia 3 ao dia 17 de janeiro em Londrina, onde disputará dois amistosos. A estreia no Campeonato Carioca será no dia 19, contra o volta Redonda, no Engenhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.