Tamanho do texto

Parte da torcida abandonou estádio quando Barcelona abriu 3 a 0 no Santos, no fim do 1º tempo

A festa terminou em 45 minutos. Assim que o Santos sofreu o terceiro gol do Barcelona, boa parte do público que compareceu à Vila Belmiro para assistir à final do Mundial começou a deixar o estádio sem esperanças na reação do seu time, que, no fim das contas, levou de 4 a 0 e perdeu o título mundial.

Antes disso, o clima era de festa com direito até a cerveja, item que é proibido em jogos oficiais, animando alguns torcedores. Um deles usava uma máscara da figura da "Morte" e não parava de dançar nas arquibancadas.

Veja também: Fogos de artifício e "Vamos ser tri, Santos" acordam cidade

Torcedor com a máscara tentava animar torcedores durante o jogo
Danilo Lavieri, iG Santos
Torcedor com a máscara tentava animar torcedores durante o jogo

A companhia da bebida, no entanto, não acalmou os torcedores que não cansaram de xingar Messi a cada aparição do argentino no telão, situação exatamente oposta à que acontecia quando Neymar era mostrado. Outro criticado foi Casagrande, comentarista da Globo.

Leia mais: Torcida do Santos escala time com 12 e 'Rodrigo Bruno' de titular

Com a imagem e o som do canal na Vila Belmiro, torcedores não cansavam de reclamar dos comentários do ex-jogador exaltando o Barcelona. “Cala a boca” era o grito convencional. A reclamação aumentou quando Casagrande falou que "jogar contra o Barcelona é como estar em uma ladeira, com o Santos subindo e eles descendo".

Parte da torcida deixou o estádio assim que Barcelona marcou o terceiro gol
Danilo Lavieri, iG Santos
Parte da torcida deixou o estádio assim que Barcelona marcou o terceiro gol

O momento em que a torcida mais se animou foi logo no início do primeiro tempo, aos 2 minutos, quando Neymar desviou cruzamento de Borges e colocou a bola por cima do gol. O tradicional “vai para cima dele, Santos” foi o canto escolhido pelos torcedores que optaram por ficar na Vila Belmiro.

Direto do Japão: Camisa oficial do Santos e lanches são inflacionados em feira

Os gritos eram entoados mesmo sem o incentivo das torcidas organizadas, que preferiram ficar nas suas respectivas sedes para acompanhar ao jogo com direito a churrasco e muita cerveja, especialmente com o calor excessivo que fazia na cidade de Santos desde as 7h (de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.