Tamanho do texto

Federação de jogadores se manifestou contra as ideias apresentadas pelo catariano Mohamed Bin Hammam

Getty Images
Mohamed bin Hammam não quer centralização de poder caso assuma a presidência da Fifa
A FIFPro (Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol) resolveu se manifestar sobre a eleição para presidente da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados). Nesta terça-feira, ela divulgou uma nota em que critica os planos de Mohamed Bin Hammam, adversário de Joseph Blatter, para o futebol.

A principal ideia de Bin Hammam que foi criticada pela FIFPro é a dissolução do Comitê Executivo da Fifa. O catariano quer deixar as funções administrativas com as confederações continentais. A intenção dele é descentralizar o poder da entidade máxima do futebol.

Porém, a FIFPro entende que essa proposta é ruim para futebol internacional. Além disso, coloca-se como uma associação altamente crítica contra os planos de Bin Hammam. "Este planejamento é prejudicial para o desenvolvimento do futebol em nível mundial", comunicou.

Vale lembrar que o Comitê Executivo da Fifa, que Bin Hammam pretende dissolver, tem sido o pivô de uma polêmica recente. Isso porque membros desse grupo foram acusados de corrupção na escolha da sede da Copa do Mundo de 2018, que acontecerá na Rússia.