Tamanho do texto

Meia do Vasco se sente indisposto durante o jogo, mas ainda assim marca dois belos gols contra o Alianza

Herói da vitória de 2 a 1 sobre o Alianza Lima , Fellipe Bastos saiu de campo duplamente feliz. Mesmo alegando problemas estomacais, o jogador marcou dois belos gols e festejou a volta por cima do Vasco no Grupo 5 da Taça Libertadores . Depois de estrear com derrota, o time agora assume a liderança da chave, podendo assegurar vaga de maneira antecipada caso o Libertad, do Paraguai, derrota o Nacional, nesta quinta-feira.

“Me deu uma ziquizira na barriga, mas nada que pudesse me tirar da partida (risos), revelou, às gargalhadas,o meia vascaíno, completando: ”O resultado foi muito bom. Acho que hoje o grupo foi guerreiro, conseguimos um placar importante. Eles encostaram bastante na gente, fizeram pressão, mas conseguimos essa vitória que vai ser muito vantajosa para a gente se classificar. A oportunidade que eu tive, o Eder (Luis) rolou a bola açucarada. Eu acho que foi um belo gol. Mas é fruto do trabalho”, disse, aliviado, o jogador, que substituiu Juninho Pernambucano , submetido a cirurgia dentária nesta terça-feira .

O chute forte sempre foi uma de suas principais características. Tanto que a maioria de seus gols é de média e longa distâncias. Muitos deles de bola parada. Mas, ultimamente, ele vem dando mais importância a este fundamento. Bastos diz que é um pedido do técnico Cristóvão Borges.

“O Cristóvão vem sempre trabalhando comigo essas coisas de chutar. Eu chuto muito bem. Graças a Deus, hoje eu fui feliz. É importantíssimo chegar como primeiro do grupo. A gente não começou bem a Libertadores, começamos perdendo dentro de casa, conseguimos reverter. Buscamos as vitórias. Buscamos os pontos. E hoje estamos líderes. Só que ainda não estamos classificados”, destacou o meia.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.