Tamanho do texto

Meia do Vasco esbravejou contra a opção de Cristóvão Borges em deixá-lo no banco de reservas

O meia Felipe esbravejou contra Cristovão Borges após o jogo
AE
O meia Felipe esbravejou contra Cristovão Borges após o jogo
O veterano meia Felipe , que entrou no intervalo de partida e ajudou o Vasco a vencer o Allianza Lima por 3 a 2, voltou a demonstrar a sua insatisfação com o técnico Cristóvão Borges. O jogador vascaíno discorda do fato de não poder atuar junto de Juninho Pernambucano , outro atleta experiente da equipe carioca.

Leia mais: Alecsandro perde dois pênaltis, mas Vasco vence o Alianza Lima

"Procuro sempre colaborar, dentro da minha maneira, quinze ou vinte minutos. Particularmente isso de Juninho e Felipe não poderem jogar juntos é meio complicado. No dia que jogador de qualidade não puder jogar, eu paro", esbravejou o meia do Vasco .

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O jogador de 34 anos lamentou a valorização da parte física em detrimento do aspecto técnico no futebol atual e ainda afirmou que pode voltar para o Catar, caso não esteja agradando.

Confira a classificação da Libertadores

“Hoje em dia preferem jogador que corre do que tem qualidade, eu penduro minha chuteira ou volto para o Qatar. Se as pessoas acharem que não estou colaborando, penduro minha chuteira ou volto para jogar meu futebolzinho lá”, desabafou Felipe .

Ao ser questionado sobre as declarações do meia vascaíno após o jogo, o técnico Cristóvão Borges procurou colocar panos quentes na situação criada pelo meia. "Não tenho dúvida nenhuma que ele vai me procurar, pessoalmente, para conversar sobre isso", minimizou o comandante do Vasco .

O Vasco retorna a campo pela Libertadores de América na próxima quarta-feira. O time carioca viaja para o Paraguai para enfrentar o Libertad, líder do grupo 6, com seis pontos.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.