Tamanho do texto

"Eu tenho 75 anos e estou gordo e peguei a sua bola", exclamou o treinador para Gerley

Luiz Felipe Scolari relembrou os dias em que era zagueiro no Caxias no treino desta segunda-feira no Palmeiras . O treinador trabalhou afastando as bolas após cruzamentos de seus jogadores pelos dois lados e não economizou na hora de distribuir broncas. Gerley e Maikon Leite foram os que mais ouviram, enquanto que Rivaldo errava muito e recebia apenas olhares.

Felipão conseguia afastar as bolas chutando, correndo atrás, de cabeça e até de letra. Ele conseguir tocar na bola era o sinal de quem alguém ouviria uma reclamação.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

"Eu tenho 75 anos e estou gordo e peguei a sua bola", disse o treinador exagerando na idade para reclamar da bola de Gerley, que, três tentativas depois, teria sucessso. "É assim que se faz, tem que meter a porrada. Essa é a bola!", elogiou o comandante.

"Assim não dá. Que bola é essa?", perguntou o comandante para Maikon Leite. "A bola tem que sair aqui", disse ele apontando para a marca de pênalti. Ao acertar, o camisa 7 também recebeu o afago: “Boa bola!”.

Enquanto isso, do outro lado do campo, os zagueiros faziam trabalho separado com o auxiliar do treinador, Flávio Murtosa. Tudo pensando no Vasco, o adversário de quinta-feira, às 21h50, em São Januário, pela Copa Sul-Americana.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.