Tamanho do texto

Laporta disse que se viu obrigado a tomar tal decisão diante do que classificou como manobras indecentes

O ex-presidente do Barcelona, Joan Laporta, anunciou nesta quinta-feira que acionará na Justiça atuais dirigentes do clube, a auditoria KPMG e o jornal espanhol "Marca".

Laporta disse que se viu obrigado a tomar tal decisão diante do que classificou como "manobras indecentes", feitas para prejudicar "suas aspirações políticas e reputação".

O "Marca" foi um dos principais alvos das acusações de Laporta. "Publicaram que meu escritório de advogados tinha cobrado comissões ilegais", disse o ex-dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.