Tamanho do texto

Volante disse que estádio é sua “segunda casa” e pregou cautela na marcação dos meias do Fluminense

Leandro Guerreiro conhece bem o Engenhão dos tempos que ainda defendia o Botafogo
Vipcomm
Leandro Guerreiro conhece bem o Engenhão dos tempos que ainda defendia o Botafogo
O volante Leandro Guerreiro conhece bem o palco da partida contra o Fluminense . Com longa passagem pelo Botafogo, o jogador disse se sentir em casa no Engenhão, campo em que o time de General Severiano costuma mandar suas partidas. O jogador alertou ao setor defensivo do Cruzeiro para a qualidade dos meias de criação do adversário.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Leandro Guerreiro chegou ao Cruzeiro nesta temporada. Pelo Botafogo, o jogador já viveu grandes emoções no estádio, como a conquista do Campeonato Carioca em 2010. “Era praticamente minha segunda casa. Conheço muito bem, onde passei vários anos, conheço todo aquele estádio”, afirmou.

Entre para a Torcida Virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

O jogador já perdeu as contas de quantas partidas realizou no estádio. “Desde que o Engenhão foi inaugurado, eu estava jogando lá dentro. São mais de 50 partidas lá. É importante passar a experiência para os companheiros, essa tranquilidade que precisamos lá dentro para tocar a bola”, ressaltou.

Enfrentar o Fluminense era rotina para o jogador, que alerta para a qualidade dos armadores da equipe carioca. “A gente sabe que a principal dificuldade é a qualidade do Fluminense, com Conca e Deco. São jogadores que podem desequilibrar o jogo. Temos de fazer boa marcação nesses jogadores. Podemos tirar o exemplo do São Paulo , que foi lá, fez boa marcação e venceu na estreia”, concluiu Leandro Guerreiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.