Tamanho do texto

Presidente da Bolívia estava convencido de que a camisa tinha sido dada pelo atacante do Barcelona

O presidente da Bolívia, Evo Morales, agradeceu ao atacante argentino Lionel Messi nesta terça-feira pela sua camisa doada aos desabrigados das chuvas e dos deslizamentos de terra de La Paz, sem saber que não foi o jogador do Barcelona que a enviou.

Morales recebeu a camisa das mãos do presidente do clube Bolívar, Guido Loayza, que a entregou em nome do treinador argentino Guillermo Hoyos, que trabalhou há anos nas divisões inferiores do Barcelona e que impulsionou a carreira de Messi no time catalão.

O suposto presente de Messi entusiasmou a imprensa e o Governo. O problema é que o craque argentino não teve nada a ver com isso. Loayza explicou nesta terça que a camisa pertencia à coleção de Hoyos, atual técnico do Bolívar, e que este a doou para que seja leiloada em favor dos desabrigados dos deslizamentos de terra.

Parece que esta explicação não foi passada para Morales, que estava convencido de que a camisa tinha sido dada pela estrela argentina do Barcelona.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.